Review: New Found Glory – Forever And Ever x Infinity

Por Lucas Santos

Diferente do seu último trabalho, Makes Me Sick (2017) – um bom álbum porém parado em uma zona de conforto relevante-, Forever and Ever x Infinity usa e abusa das estruturas do estilo, mas percebemos uma força e vontade nítidas tanto nas canções, que são mais cativantes, quanto na produção moderna com aquela ar de saudade.

Lucas Santos

Confira mais pop punk:
The Bombpops – Death In Venice Beach
Honey Creek – A Whole Year In Transit
Chief State – Tough Love
All Time Low – Wake Up Sunshine
Brooklane – Roll With The Punches

Gravadora: Hopeless Records
Data de lançamento: 19/06/2020

Gênero: Pop Punk
País: Estados Unidos

Meu Deus, o que está acontecendo com o pop punk este ano?! A quantidade de bandas, tanto novas quanto antigas, que estão lançando material de altíssima qualidade é inacreditável. Todos nós da geração 2000 querendo crescer e vocês continuam soltando o som nostálgico da nossa adolescência. Assim fica bem difícil rs.

Ano passado fizemos uma resenha sobre o terceiro álbum de covers do New Found Glory, From The Screen To Your Stereo 3, um álbum que, para quem já conhece, é a terceira parte de uma trilogia que conta com regravações de músicas de filmes famosos e da cultura pop. Menos de um ano depois, o gigante grupo de pop punk lançou o seu décimo álbum de estúdio, Forever and Ever x Infinity; aqui o saudosismo e o pop punk de qualidade reinam solto, do início ao fim.

O começo do álbum é a mais pura nostalgia, não pode ser mais pop e não pode ser mais punk do que isso. Diferente do seu último trabalho, Makes Me Sick (2017) – um bom álbum porém parado em uma zona de conforto relevante-, Forever and Ever x Infinity usa e abusa das estruturas do estilo, mas percebemos uma força e vontade nítidas tanto nas canções, que são mais cativantes, quanto na produção moderna com aquela ar de saudade.

O início Shake By Your Shaved Head, Greatest Of All Time, Nothing To Say e Same Side Sitters é o melhor que o gênero pode oferecer. Melodias cativantes, batidas presentes, power acordes na guitarra oitavados e refrão presente de forma singular. O single Himalaya mostra a banda arriscando um crossover/thrash do meio pro fim, essa faixa é ótima, pesada e com riffs incríveis.

O fim também não decepciona, a pesada Do You Want To Settle Down? e a mais melódica Trophy se misturam em emoções diferentes enquanto a alegre Birthday Song But Not Really e a semi-balada Slipping Away uma surra de pop punk da melhor qualidade possível. São 15 faixas ao todo. O álbum poderia ser um pouco menor? Poderia… porém de tirar o chapéu a quantidade de músicas boas que o New Found Glory ainda consegue entregar depois de tanto tempo.

Se o New Found Glory tivesse acabado 10 anos atrás, o meu respeito e agradecimento por eles seria o mesmo que eu tenho depois de ouvir Forever and Ever x Infinity. O fato de uma das bandas mais importantes que dominaram o estilo nos anos 2000 ainda disponibilizar um material de qualidade desses, assusta. Isso é o que qualquer fã e admirador de pop punk quer ouvir. Não fica melhor do que isso.

Nota final: 7,5/10

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: