Review: Jimmy Eat World – Surviving

Por Lucas Santos

Claramente percebemos que a banda não abandona a raiz Emo, mas a presença de alguns elementos tornam Surviving sucinto e elegante, apontam uma nova face de alguém que mira o futuro

Lucas Santos

Confira mais Rock:
Sum 41 – Order In Decline
PUP – Morbid Stuff
I Prevail – TRAUMA
Petrol Girls – Cut & Stitch
ROAM – Smile Wide

Gravadora: RCA Records
Data de lançamento: 18/10/2019

Se você não conhece o quarteto do Arizona, certamente conhece o seu maior sucesso, a canção The Middle, que alcançou número um nas paradas em meados de 2004 e “mostrou” a banda para o mundo. Confesso que não sigo e nem tinha conhecimento que eles ainda estavam na ativa e, pelas breves resenhas que pude ler, lançando bons álbuns no passar dos anos. São dez ao todo. Outro fato marcante é que a banda mantém o mesmo lineup desde 1995, algo que, inegavelmente ajuda a construir uma solidez invejável.

É difícil caracterizar a sonoridade deles, ainda mais quando escutamos Surviving. Aqui escutamos um pouco de pop punk, power pop, emo e rock alternativo. Eu certamente poderia deixar este de lado, mas me comprometi a fazer o maior número de resenhas possíveis dos mais variados gêneros. Rasamente, no entanto, peguei alguns pontos interessantes desse que é um disco muito interessante e supreendentemente agradável.

A faixa de abertura tem uma pegada mais pop mas a segunda faixa Criminal Energy abre com uma “guitarrada” boa e muito presente, ótimo refrão e excelente construção.

Claramente percebemos que a banda não abandona a raiz Emo, mas a presença de alguns elementos tornam Surviving sucinto e elegante, apontam uma nova face de alguém que mira o futuro. A canção 555 é extremante emotiva, o vocalista Jim Adkins canta como Bono Vox e os elementos do pop funcionam bem e encaixam na música.

Falando em emoção, esse é um trabalho muito emotivo. Grande parte das faixas te tocam da maneira que, acredito eu, os integrantes imaginaram. All The Way (Stay) é a canção definitiva. Letras inspiradoras, ótima melodia, refrão pegajoso (sim vai ficar na sua cabeça) e excelente performance, que até acrescenta um solo de saxofone no fim.

Caindo de paraquedas, fiquei impressionado com a qualidade de Surviving. O álbum certamente irá me fazer procurar e ouvir os lançamentos anteriores de Jimmy Eat World. No mais, esse é um dos álbuns mais interessantes do gênero que ouvi este ano, e certamente um dos mais inesperados.

Nota final: 8/10

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: