Álbuns Do Mês – Julho

Por Lucas Santos

O mês de Julho foi meio devagar para a The Rock Life. Mesmo assim, conseguimos cobrir os álbuns mais aguardados e interessantes e conseguimos fazer uma seleção dos quatro melhores lançamentos do mês.

Confira a nossa lista, atualize o seu catálogo e corra atrás do prejuízo. Que venha Agosto! #TheRockList

Sum 41 – Order In Decline

Nossa análise disse: A banda que foi considerada irrelevante e descartada por algum tempo voltou para nossas playlists e nos deram uma sensação de esperança e nostalgia. Order In Decline pode ser seu último grande disco ou pode ser o começo de um novo e excitante Sum 41. De qualquer forma, o álbum é um esforço notável e merece a atenção de todos. É muito bom ver uma banda tão importante voltar à ativa com tanta relevância.

Turilli/Lione Rhapsody – Zero Gravity (Rebirth and Evolution)

Nossa análise disse: Zero Gravity é uma dose grande de musicalidade e talento. É para deixar qualquer apreciador de metal melódico/Power metal em êxtase. O renascimento e a evolução são contados de forma indiscritível com dose extra do épico, peso, poder… em gravidade zero.

Sabaton – The Great War

Nossa análise disse: Dos lendários conflitos à perspectiva dos soldados e os traumas pós guerra, tudo isso é abordado devido às letras incrivelmente elaboraras, histórias fascinantes e uma atmosfera que te faz sentir-se na pele dos guerreiros em um campo de batalha. The Great War entrega o prometido. O Sabaton pode ter a mesma fórmula de sempre, mas encontraram em uma temática pouco explorada, uma forma de modernizar e atualizar o seu som, e que mesmo com alguns escorregões, entregaram um álbum sólido, divertido e profundo liricamante.

Scott Stapp – The Space Between The Shadows

Nossa análise disse: The Space Between The Shadows é um ponto de recomeço para o consagrado vocalista. Sem exagero nenhum, ele é o melhor da sua curta carreira solo. Com uma performance vocal mais madura agregada à peso e drama na medida certa, músicas coerentes, dinâmicas e bem produzidas, Scott Stapp se reencontra em um desempenho musical que à muito tempo não era entregue por ele.

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: