Bad Religion e o punk raíz em Portland, Maine.

Por Lucas Santos

Cheguei ao Aura, casa de show no coração da lindíssima (ainda mais linda no verão) cidade de Portland, em Maine, um dos estados mais isolados dos Estados Unidos, por volta das oito da noite. A casa é bem pequena mas muito bem estruturada e reformada, com um piso geral na primeiro andar, e uma parte com cadeiras estilo arquibancada no segundo andar, fazendo com que a interação de banda e público seja bem presente e intensa.

A banda de abertura começou por volta das 7:30, Dave Hause e o The Mermaid tocaram por mais de 40 minutos e aqueceram o pessoal que vinha chegando pelo fim da tarde. A apresentação de Hause e banda foi bem interessante, eu particulamente nunca tinha ouvido falar do músico, e tive boas impressões tanto com sua performance ao vivo tanto com o seu novo álbum chamado Kick, lançado também nesse ano. Foi uma exibição cheia de energia e muito bem executada.

Por volta de 9:10, as grandes estrelas da noite entraram em ação, tocando de cara uma trinca arrebatadora: Them and Us, End of History e Fuck You, respondendo a minha grande questão desde que cheguei ao Aura: Será que vai ter rodinha? É.. teve. Do novo trabalho Age Of Unreason foram cinco músicas: My Sanity, Chaos From Within, Do The Paranoid Style, End Of History e Lose Your Head. Muito interessante ver um número grande de faixas do excelente álbum lançado há menos de 3 meses atrás. O set list contou com 27 atos no total, e houve uma boa mescla dos outros 16 álbuns já lançados pelo grupo californiano. Obviamente algumas canções não foram tocadas, algo que é aceitável, mas creio que o público ficou mais que satisfeito com a escolha do set list.

Greg Graffin durante todo o show, mostrou todo o seu carisma usual, fazendo piadas com a banda, com o público, sempre muito aberto e agradecendo muitas vezes pela presença de todos no lugar. Esses pequenos gestos nos fazem sentir especiais, mesmo em turnês, como essa, que tendem a ter entre quase 50 shows no total. Lá pela faixa 17, Greg anunciou Skyscrapper, mas na verdade era para eles começarem I Want to Conquer the World, o que fez com que o baixista Jay Bentley começasse a música errada pedindo para que a banda recomeçasse logo no ínicio. Fato que imediatamente se tornou piada entre os músicos, arrancando risadas da platéia. No encore, obviamente, não poderia faltar os maiores clássicos: Infected e American Jesus, levando todos os presentes à loucura.

A intensidade e o alto nível se manteram intactos ao longo das quase duas horas de show. É surpreendente presenciar uma banda lendária com mais de 40 anos de estrada mostrar o vigor, empolgação e felicidade de ainda estarem no palco divulgando um trabalho novo. Tudo me pareceu muito verdadeiro e de coração. Não são lendas à toa. Vida longa ao Bad Religion e ao Punk Rock!

Lineup: Dave Hause com The Mermaids e Bad Religion
Local: Aura – Portland, ME
Data: 30/07/2019

Set List:

  1. Them and Us
  2. End of History
  3. Fuck You
  4. Stranger Than Fiction
  5. The Dichotomy
  6. Recipe for Hate
  7. Chaos from Within
  8. Los Angeles Is Burning
  9. The Handshake
  10. My Sanity
  11. Atomic Garden
  12. Lose Your Head
  13. Suffer
  14. Anesthesia
  15. Automatic Man
  16. I Want to Conquer the World
  17. 21st Century (Digital Boy)
  18. Skyscraper
  19. No Control
  20. Generator
  21. New Dark Ages
  22. You
  23. Do the Paranoid Style
  24. Fuck Armageddon… This Is Hell
  25. Sorrow
  26. Infected
  27. American Jesus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: