Review: Spiritbox – Eternal Blue

Por Lucas Santos

Sonoramente, os acertos voltados ao metalcore prevalecem, enquanto a suave voz de Courtney balanceia as emoções. O metal moderno caminha lado a lado com a produção cristalina e acertada, existem notáveis influências de djent e post-metal em suas ambientações e guitarras, tão quanto momentos alternativos e eletrônicos. Resumidamente, o corpo musical do Spiritbox é riquíssimo e inesperado.

Lucas Santos

Confira mais Metal em 2021:
Edu Falaschi – Vera Cruz
Beartooth – Below
Powerwolf – The Call Of The Wild
Turnstile – Glow On
Jinjer – Wallflowers
Employed To Serve – Conquering

Gravadora: Rise Records
Data de lançamento: 17/09/2021

Gênero: Metalcore/Metal Alternativo
País: Canadá


Vamos começar esse review direto ao assunto. O Spiritbox é sim uma banda especial. O tipo de banda que não aparece com muita frequência e, quando aparece, é uma daquelas que podem mudar a cena de maneira drástica, causando impactos duradouros. O hype é real. Eu normalmente não falo de número por aqui, geralmente, no nosso mundo, eles são pouco importantes, mas confira só: O single Holy Roller, lançado em 2020, atingiu a expressiva marca de 10 milhões de plays somente no spotify, número que muitas bandas alcançam (quando alcançam) depois de lançarem alguns álbuns e EPs. Atualmente os canadenses tem mais de 800 mil ouvintes mensais no spotify, fora os números expressivos em suas redes sociais como instagram e youtube.

Eternal Blue, seu álbum de estreia é um dos álbuns mais seguros, emocionalmente enriquecedores e musicalmente diversificados do ano. Muito em função que dois terços da banda são parcialmente responsáveis ​​pelo capítulo final na carreira da banda iwrestledabearonce, a vocalista Courtney LaPlante e o guitarrista Mike Stringer, peças chaves não só na música mas na impactante imagem artística do Spiritbox.

A verdadeira força dentro do Spiritbox é sua capacidade de misturar o pesado e o sincero. Eternal Blue é uma tapeçaria rica que tece muitos humores e tons, criando uma atmosfera que é devastadora tanto emocionalmente quanto no senso musical esmagadoramente pesado. O caos e a calmaria andam lado a lado durante todo o play, e é muito recomendável uma audição completa do álbum, a escolha minusiosa da ordem das faixas só enriquece as sensações entregues em sua jornada.

Sonoramente, os acertos voltados ao metalcore prevalecem, enquanto a suave voz de Courtney balanceia as emoções. O metal moderno caminha lado a lado com a produção cristalina e acertada, existem notáveis influências de djent e post-metal em suas ambientações e guitarras, tão quanto momentos alternativos e eletrônicos. Resumidamente, o corpo musical do Spiritbox é riquíssimo e inesperado.

Músicas como The Summit, Eternal Blue e Secret Garden elevam-se com melodias suntuosas que atraem o ouvinte com o canto da sereia de Courtney em primeiro plano. Silk in the Strings, Holy Roller e Circle with Me são lembretes oportunos para não ficar muito confortável, pois mostram o lado mais pesado da banda. Holy Roller particularmente sendo a música mais pesada que a banda colocou seu nome também. O que mostra a acertada escolha de lança-la como single. Existem muitas e muitas surpresas a serem descobertas dentro do corpo de Eternal Blue, que continuarão a se revelar ao ouvinte por meio de múltiplas audições. Um dos maiores e mais esquisitos refrões dos anos aparece bem cedo em Yellowjacket com o vocalista Sam Carter do Architects, é uma colaboração irresistível que fará com que você clique no botão de replay indefinidamente. A minha preferida.

Muitas vezes, quando uma banda é carregada com o enorme peso do hype e um burburinho febril, pode se tornar difícil para eles corresponderem às expectativas colocadas sobre eles. O Spiritbox não apenas consegue atender a todas as expectativas colocadas sobre eles, como também conseguem subverter todos eles, e com Eternal Blue eles criam um impactante trabalho, duradouro, que não apenas os separa dos demais, mas que pode impactar gerações do metal.

Nota final: 10/10

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: