The London Souls

Por Roani Rock

Bem vindo à mais uma categoria de conteúdo disponibilizado pela The Rock Life pra você, amante da boa música, mais precisamente do rock e metal.

Toda semana iremos indicar bandas, digamos, desconhecidas no grande cenário e pouco mencionadas nacionalmente. A ideia é apenas espalhar o som de bandas diferentes, “novas” e que não tiveram espaço aqui. Tentaremos focar naquelas que tiveram álbuns que não foram resenhados ainda. Do rock clássico ao metal extremo, aqui vale de tudo. Traremos uma breve explicação da banda e álbuns essenciais da discografia, sem muito aprofundamento, o conceito do “Banda da Semana” é apenas disponibilizar novos nomes a vocês. Aproveitem.

QUEM SÃO?

The London Souls apesar do nome é uma banda proeminente de Nova York que traz as conhecidas fórmulas clássicas de rock and roll. Tash Neal(guitarra e voz) e Chris St. Hilaire (batera e voz) formaram o grupo em 2008 com o baixista , eles tem 3 discos. Eles tinham se separado devido a um acidente automobilístico que o guitarrista sofreu em 2013, lançaram o último trabalho Here Come The Girls em 2015 e encontram-se em hiáto desde então.

POR QUE VOCÊ DEVE ESCUTAR?

Eles relembram elementos do passado com uma energia infinita sempre presente, adequada para cimentar seu lugar no futuro.Com um célebre som atraído em influência significativa da força motriz dos pioneiros do rock britânico Cream e Led Zeppelin ao funk e soul ondulantes e vibrantes, às harmonias em camadas e ganchos memoráveis ​​dos Beatles e The Hollies, à psicodelia contemporânea de My Morning Jacket. Os conheci em 2015 através do vídeo da apresentação deles como um power trio no Jam In The Van e foi como ser transportado para os anos 70.

Eles são bem Stoner, a música The Sound me deixou perplexo, é um stonerzão psicodélico que dá muito destaque tanto para a guitarra quanto para a bateria sem soar bagunçado. com uma métrica vocal entre Tash e Chris bem impressionante.

QUAL ÁLBUM VOCÊ DEVE ESCUTAR?

O álbum que é intitulado com o nome da banda, The London Souls de 2011 é a melhor pedida. Traz algumas canções desse show que me iniciou ao som dos caras e muito o mais. Infelizmente não se encontra nos streamings, mas vale catar de escutar as faixas nas versões ao vivo que tem no youtube ou baixar por torrent. Eles gravaram esse disco com o baixista Kiyoshi Matsuyama que canta em algumas das faixas como She’s In Control que remete facilmente ao MC5. O grande hit é The Sound, mas She So Mad é um absurdo, bem “Hendrixana” ou “Kravitziana“.

O álbum disponível em plataformas é o também bom Here Comes The Girls, um álbum que ao meu entender não tem a mesma agressividade que o primeiro e o já falado de 2011, mas que ainda assim tem seu valor. Ficou um som mais contido, entretanto, bem mais melódico e expansivo com mais pegada que muitos trabalhos de bandas renomadas com o tempo de estrada que eles tem. O trabalho na mixagem foi primoroso também, eles soam nesse álbum em muitos momentos como como um The Doors sem teclado e mais distorcido.

A faixa preferida é a poderosa All Tied Down. Mas tem os singles Hercules e When I’m With You (que lembra Bat Macumba dos Mutantes!), Isabel e Run Zombie Run que são baladas ao estilo Beatle com a última sendo tocada no ukulele. Crimson Revival que nos transporta para o estilo glam, a pulsante The River, A divertida balada How Can I Get Throud que parece ser tocada no cavaquinho ou numa viola. Valerie é um rock bem quebrado e Bob James que e um pouco southern. Enfim, um álbum bem dinâmico e variado mostrando muito da qualidade como compositores do duo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s