Review: This Is Not Utopia – A Question of Etiquette

Por Lucas Santos

As influências do pós-hardcore, hardcore, djent, punk, beatdown ou qualquer outra coisa nesse estilo se faz presente durante os 45 minutos, entregando além de uma certa nostalgia, algo único que rapidamente se conecta como característica própria da banda.

Lucas Santos

Confira mais metalcore:
Tripsitter – The Other Side Of Darkness
Employed To Serve – Eternal Forward Motion
Polar – Nova
Defeater – Defeater

Gravadora: Independente
Data de Lançamento: 31/05/2019

A Question of Etiquette é o primeiro esforço do quinteto de metalcore baseado em Hamburgo, Alemanha. Oriúndos de uma cena que, supersaturada, principalmente nos Estados Unidos, encontra um frescor e nova vida em países Europeus, com uma nova roupagem e sonoridade. This Is Not Utopia está causando uma grande agitação em sua terra natal no momento pelo seu álbum de estréia. Ele foi gravado durante o inverno de 2018 e chega no verão europeu e americano como uma surpresa para muitos.

Com uma mistura pesada, com refrões melódicos, ritmos autênticos e faixas extremamente bem produzidas, o álbum se destaca em muitos segmentos, deixando uma ótima primeira impressão. As influências do pós-hardcore, hardcore, djent, punk, beatdown ou qualquer outra coisa nesse estilo se faz presente durante os 45 minutos, entregando além de uma certa nostalgia, algo único que rapidamente se conecta como característica própria da banda. O vocalista Cedric soa poderoso e agressivo nas passagens guturais, e encanta nas passagens harmonicas, muito parecido com o vocalista do Bring Me The Horizon, Oliver Sykes.

Em entrevista, a banda disse que: “Com o álbum, tentamos deixar nossa marca na cena metalcore supersaturada nacional e internacionalmente, através de uma emocionante mistura de metalcore melódico e letras emocionais modernas que afastam o ouvinte do caminho batido de imagens clichê de metal e boyband.” This Is Not Utopia misutra o poder metálico visceral e a emoção lírica envolvente, encapsulada em conteúdos do outro mundo.

Sem reter nada, sua conexão com os fãs através de conteúdo lírico e instrumentais, que são profundamente enraizados, agarra a atenção prendendo qualquer apreciador do estilo. Acceptance e Stoa falam diretamente com esse público. Fundindo um ambiente caótico e criando um som nostálgico para os fãs de metalcore, que se apaixonaram em meados dos anos 2000, trazendo também, um som próprio, Apesar de pecar com algumas músicas que são repetitivas e genéricas.

Um grande começo para uma banda que nem gravadora tem ainda. This Is Not Utopia surge como mais um nome muito forte do metalcore europeu, cena que vem crescendo e já nos entregou belos trabalhos ao longo do ano. O quinteto de Hamburgo têm uma estréia sólida, agressiva, apaixonada e entrega tudo que qualquer fã de metalcore espera. Potencial gigante pra eles que, com certeza, devem arranjar uma gravadora, e posteriormente, se continuarem a trilhar o mesmo caminho, lançar algo mais impactante.

Nota Final: 7,5/10

Confira mais links:

Facebook BandcampDeezer 

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: