Review: Pretty Wild – Interstate 13

Por Lucas Santos

A espera, felizmente, valeu mesmo a pena. O novo álbum do quarteto é uma explosão de musicalidade dos anos 80, cheio de feeling, extravagâncias e muito hard rock.

Lucas Santos

Confira mais Hard Rock:
Hardline – Life
Power Crazy – The Treatment 
Exxocet – Mighty Jungle
LA Guns – The Devil You Know
The Brink – Nowhere To Run

Gravadora: Black Lodge Records
Data de Lançamento: 31/05/2019

Auto denominados uma banda de Hard Rock melódico, Pretty Wild é mais um grupo considerado “novo” originário da Escandinávia, parte da rica cena de Hard Rock que explodiu nos anos 80 com Europe, e hoje conta com bandas influentes como Crazy Lixx, que lançou recentemente o excelente álbum Forever Wild, Reckless Love, Crashdiet, Hardcore Superstar, entre outras.

Sendo Interstate 13 o seu terceiro álbum de estúdio, tendo o seu lançamento previsto para 2017, a banda ficou em um gap de mais de cinco anos do seu último trabalho, o homônimo Pretty Wild (2014). A espera, felizmente, valeu mesmo a pena. O novo álbum do quarteto é uma explosão de musicalidade dos anos 80, cheio de feeling, extravagâncias e muito hard rock.

As letras remetem ao estilo de vida da época e a sonoridade da banda não é nada original, mas eles conseguem captar e transformar todas as referências que carregam – principalmente de quando o Hair Metal dominava o mundo – em ótimas canções feitas para esse tipo de ouvinte. Stand My Ground é poderosa e lembra um pouco de Van Halen. The Way I Am faixa mais agitada e com mais adrenalina, nos recorda qualquer faixa mais acelerada do Motley Crue com Vince Neil. Thanks to You é uma ótima balada com riffs acústicos que remetem clássicos do Skid Row e Motley Crue. Let’s Get It Out e Superman misturam o resto das referências e se destacam como ótimas canções, com ótimos arranjos e backing vocals, riffs mais memoráveis e batidas bem marcantes.

Ivan Ivve Höglund possue grande alcance e controle vocal, mas em algumas músicas como Wild and Free sentimos que não foram feitas para ele, notamos um esforço extra necessário que incomoda ao longo do álbum depois de algumas faixas. O resto da banda cumpre bem o papel ao longo das 13 faixas e trazem toda essa atmosfera oitentista de forma muito coesa e interessante. Tudo que você espera de uma banda de Hair Metal está aqui.

Por possuir 13 faixas, nos encontramos saturados de algumas que não são tão interessantes quanto outras, sem prejudicar a experiência total, mas deixando cansativo depois de um certo tempo, se tornando esquecíveis e apenas tapa buraco no trabalho.

Apesar de não ser espetacular, Interstate 13 é um ótimo trabalho de hard rock, mais um da rica cena Sueca, cheia de bandas interessantes, e que infelizmente, tem pouco espaço entre os roqueiros mais antigos que curtem um som mais oitentista. Se você curte as bandas citadas anteriormente, vai sem dúvidas, adicionar o Pretty Wild na sua lista de favoritos.

Nota final: 7/10

Confira mais links:

Facebook Website Deezer



2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: