Review: Gloryhammer – Legends From Beyond The Galatic Terravortex

Por Lucas Santos

Usam grampos de power metal com passagens hipermelódicas, guitarras características, riffs misturados com os sintetizadores e teclados e refrões facilmente pegajosos.

Lucas Santos

Confira mais Power Metal:
Paladin – Ascension
Savage Messiah – Demons
Silver Bullet – Mooncult

Gravadora: Napalm Records
Data de Lançamento: 31/05/2019

Belíssima capa!

Se você gosta de um bom Power Metal, clichê, com todos os elementos embutidos, certeza que já ouviu falar do Gloryhammer. A banda, que traz elementos sinfõnicos, é anglo-suíça e foi fundada pelo tecladista Christopher Bowes. Cada membro da banda representa um personagem no conceito da história, e eles aparecem no palco em armaduras e fantasias. Trazendo 100% o que o gênero tem para oferecer.

Com uma formação sólida desde 2010, e com dois álbuns lançados até então, eles sempre se preocuparam em contar uma história em seus trabalhos. Não necessariamente sendo conceitual, mas com alguma ligação que se conecta ao longo dos álbuns. Legends From Beyond The Galatic Terravortex mantém a qualidade sequencial além de regular do quinteto.

O álbum não vai surpreender quem já ouviu os registros anteriores. Por mais que o enredo seja uma continuação direta do álbum anterior, musicalmente eles retomam exatamente de onde pararam. Usam grampos de power metal com passagens hipermelódicas, guitarras características, riffs misturados com os sintetizadores e teclados e refrões facilmente pegajosos. Tudo que podemos esperar da banda estão nas faixas Gloryhammer e The Siege of Dunkeld (In Hoots We Trust). Legendary Enchanted Jetpack se afirma como o grandes ato do álbum e temos algo mais “pop” como Masters of the Galaxy, que fica na cabeça por dias. A banda encontrou claramente sua fórmula vencedora, embora não atravesse a linha de criação para surpreender o ouvinte.

Será que são uma banda de Power Metal? ha.

Eles também possuem uma virtude além do normal de criar músicas para serem cantadas com punhos levantados pelos fãs durante os shows. Já posso imaginar a multidão cantando o refrão da faixa Gloryhammer “Glory!!! Hammer!!!”. Algo recorrente em diversas faixas, não só desse álbum. As letras falam de tudo que uma banda de Power Metal se propõe a cantar sobre: Dragões, batalhas, unicórnios (?), glória e poder.

Falando das letras, nada disso funcionaria sem o talentoso vocalista Thomas Winkler. Ele tem uma ótima entrega e alcance, sem mencionar um autêntico sotaque alemão de Power Metal. Sua capacidade de cantar as letras mais conscientemente ridículas com convicção completa é fundamental. Sem tirar o mérito dos outros integrantes – cada um deles é de primeira qualidade -, junto com a bela produção do material entregue, mas é excepcionalmente difícil imaginar o Gloryhammer tendo um sucesso de mesma proporção com um vocalista menos talentoso.

Legends From Beyond The Galatic Terravortex não vai fazer ninguém mudar de idéia sobre a banda. Por um outro lado, os glorifica ainda mais pela qualidade e regularidade acerca de seus lançamentos. Passa longe de ser algo impressionante, mas é extremamente divertido, demasiado em todos os sentidos e de muito bom gosto.

Nota final: 7,5/10

Confira mais links:

Facebook WebsiteDeezer

Escrito por Lucas Santos

De Beatles à Tech Death.. nada passa despercebido.

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: