Review: Sabaton – The War To End All Wars

Por Cleo Mendes

The War to End all Wars ” é o nome não oficial da Primeira Guerra Mundial, que se pensava ser um conflito mundial que, por sua extensão e danos e, portanto, perdas humanas, seria a última guerra de todos os tempos.

Cleo Mendes

Confira mais reviews em 2022:
Underoath – Voyeurist
Wilderun – Epigone

David Bowie – Toy (toy-box)
Venom Prison – Erebos

Gravadora: Nuclear Blast
Data de lançamento: 4/03/2022

Gênero: Power Metal
País: Suécia


O Sabaton é um grupo que aplicou seu som singular e infalível em todos os seus trabalhos, ao mesmo tempo em que torna cada lançamento divertidamente atraente e especial. Por mais de vinte anos, o quinteto sueco de Power Metal afetou a cena com seus hinos de guerra intensamente contundentes. Eles se tornaram conhecidos por dar vida à história através de suas letras profundas e grandiosa sonoridade. Sua capacidade de carregar temas históricos de guerra por meio de sua escrita permitiu que o “Military Metal” se tornasse algo real. The War to End all Wars continua a narrativa da banda na Primeira Guerra Mundial, seguindo as histórias de seu último álbum The Great War (2019) com mesmo louvor e epicidade.

The War to End all Wars ” é o nome não oficial da Primeira Guerra Mundial, que se pensava ser um conflito mundial que, por sua extensão e danos e, portanto, perdas humanas, seria a última guerra de todos os tempos.

O álbum abre com uma nota sombria com um número sobre um assassinato chamado Saajevo. Temos uma narrativa dramática fornecendo os detalhes sobre esses eventos históricos que dão uma sensação dramática e cinematográfica. Assim como a maioria dos trabalhos do Sabaton, esse álbum também nos leva a uma jornada, transportando você para o passado quando tudo era mais terrível. A banda captura os tempos desesperados com seu som sincero e semelhante a um hino. Eles explodem bombasticamente com refrões cativantes e cantados que nos prendem imediatamente.

A música sobre soldados alemães chamada Stormtroopers amplifica a alta energia da banda e oferece uma melodia ardente e memorável. The Unkillable Soldier ​​é outro número que pega o ritmo com guitarras galopantes e notas rápidas. Dreadnought, Soldier of Heaven e Race to the Sea carregam uma batida proeminente do trabalho de baixo pesado de Pär Sundström, criando aquele som clássico de marcha militar, nos fazendo sentir verdadeiramente o fardo da guerra e as dificuldades, enquanto a música bate como ondas e armas, fazendo você se sentir como se estivesse realmente em um navio de guerra ou campo de batalha. Os vocais articulados e capazes do frontman Joakim Brodén possuem uma ferocidade calorosa que transmite as letras de maneira grandiosa e coesa.

Hellfighters e Lady of the Dark são as faixas mais pesadas do disco. A intrincada borda e ferocidade em cada movimento transmite a coragem heróica que os verdadeiros homens e mulheres da Primeira Guerra Mundial tiveram. Em seguida, uma batalha sangrenta é discutida em The Valley of Death, que se concentra muito no trabalho de sintetizador, dando ao número uma sensação retrô. Em seguida, as engrenagens mudam em Christmas Truce porque as vibrações de inverno têm uma sensação de Orquestra Transiberiana.

The War to End all Wars termina com uma nota emocional com um número sobre o Tratado de Versalhes. O narrador volta para compartilhar sobre como esse esforço de paz ajudou a acabar com a Primeira Guerra Mundial, e nós podemos ouvir o tom de triunfo na dinâmica otimista da banda. O Sabaton sabe como conquistar corações por sua incrível narrativa e música proficiente. Tiro o chapéu para o grupo por sua capacidade de envolver e entreter seus ouvintes sobre heróis, trilhas e triunfos da vida real. Mais do mesmo? Sim… mas é o que o Sabaton sabe e deve fazer.

Nota final: 7,5/10

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: