Rapidinhas The Rock life

Por Lucas Santos

‘Rapidinhas The Rock Life’ é um novo quadro que surgiu para aumentar o apanhado da quantidade massiva de música que escutamos durante a semana. Cheguei a conclusão que só os Reviews por aqui não eram o suficiente e por isso criamos esse novo formato para, de forma breve, aumentar o nosso acervo musical e, claro, aumentar o número de dicas de música boa dentro do Metal e do Rock.

Além dos Reviews e Listas que saem diariamente, junto da ‘Banda Da Semana’, o ‘Rapidinhas The Rock Life’ vai cobrir outros lançamentos da semana com informações reduzidas das bandas e álbuns. Vamos testar esse formato por algumas semanas e ouvir o feedback de vocês para saber se continuaremos ou não. No mais, dêem uma olhada nos álbuns que separamos essa semana. Essa semana as dicas estão bem variadas no quesito de estilos. Confiram.

Amaranthe – Manifest

Para seu sexto álbum Manifest, a banda sueca Amaranthe assinou com a Nuclear Blast. Nesse novo trabalho não falta músicos convidados. Além do vocal triplo da banda, Noora Louhimo do Battle Beast aparece em Strong, enquanto Heidi Shepherd do Butcher Babies canta em BOOM!. A ex-vocalista do Arch Enemy, Angela Gossow, se destaca em Do Or Die. O trabalho é muito semelhante aos álbuns anteriores, com canções elegantes e polidas, com o canto melódico de Elize Ryd equilibrado por vocais masculinos ásperos e melódicos. Com momentos memoráveis e alguns nem tanto, Manifest é uma ótima adição ao catálogo da banda.

King Mothership – The Ritual

King Mothership é o novo projeto de Spencer Sotelo, frontman do Periphery. Com uma abordagem diferente da sua principal banda, Spencer cria em The Ritual uma espécie de “fábula emo”, cheia de influências que vão de My Chemical Romance, metal progressivo até rock moderno. Envolvente, ele se perde um pouco com a quantidade imensa de influências. Ainda sim, um ótimo ponto de partida em outro projeto de uma das mentes mais criativas no metal moderno.

DevilDriver – Dealing With Deamons I

Dealing With Deamons I é mais feroz álbum do DevilDriver que está repleto de músicas intensas, mas carregadas de groove. A entrega do frontman Dez Fafara, alimentada por riffs impressionantes dos guitarristas Mike Spreitzer e Neal Tiemann fazem com que as composições desta vez fiquem mais afiadas, calibrando habilmente a mistura de melodia, groove e intensidade. Excelente registro de groove metal e um salto bem interessante dos trabalhos anteriores da banda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: