Enforced

Por Lucas Santos

Bem vindo à mais uma categoria de conteúdo disponibilizado pela The Rock Life pra você, amante da boa música, mais precisamente do rock e metal.

Toda semana iremos indicar bandas, digamos, desconhecidas no grande cenário e pouco mencionadas nacionalmente. A ideia é apenas espalhar o som de bandas diferentes, “novas” e que não tiveram espaço aqui. Tentaremos focar naquelas que tiveram álbuns que não foram resenhados ainda. Do rock clássico ao metal extremo, aqui vale de tudo. Traremos uma breve explicação da banda e álbuns essenciais da discografia, sem muita aprofundação, o conceito do “Banda da Semana” é apenas disponibilizar novos nomes a vocês. Aproveitem.

QUEM SÃO?

O quinteto americano Enforced, bem como Power Trip, Iron Reagan e High Command, é mais uma banda aqui no quadro “Bandas Da Semana”que carrega os novos atos do Crossover, predominante nos Estados Unidos, mas crescendo mundo afora. Com uma demo e um EP em 2017, o grupo lançou um dos melhores álbuns do gênero dos últimos 5 anos, At The Walls (2019), ganhando atenção imediata dentro desse ressurgimento do estilo que está em ebulição na cena do metal.

POR QUE VOCÊ DEVE ESCUTAR?

O Enforced faz jus à sua cidade natal. Vindo de Richmond, Virgínia, a banda segue a histórica e clássica tendência da cidade de criar os melhores grooves e mid-tempo musicais. Ao incorporar elementos de bandas como Municipal Waste e Lamb Of God, eles são capazes de criar músicas que podem fazer harmonias precisas se encaixarem na groove e na agressividade (no português mais claro, músicas de hardcore e metal). Esse efeito torna o Enforced uma banda que não apenas continua o legado de música agressiva de Richmond, mas também cimenta seu próprio lugar dentro dela. Um dos nomes que carregam o renascimento do Crossover Thrash.

QUAL ÁLBUM VOCÊ DEVE ESCUTAR?

Eu geralmente não decepciono vocês, não é? Enforced, até o momento, tem somente um álbum de estúdio. O já citado At The Walls, que infelizmente eu só tomei conhecimento em meados de Março desse ano de 2020. Curto e direto, ele também é fácil de explicar. Se você gosta das bandas citadas anteriormente pode ir com folga que não vai se arrepender. O álbum é coberto de reverb, soa muito grande e também como se tivesse sido gravado dentro de um castelo milenar. Isso cria um certo tipo de vibração mais pesada, mais escura e beligerante. Riffmaníaco e com gritos que parecem vir de demônios raivosos, os deuses do Metal só agradecem ao belíssimo material forjado nas mais escuras masmorras do reino headbanger.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: