Rapidinhas: Brother Against Brother, Dobberman e Lucer

Por Lucas Santos

Rapidinhas The Rock Life’ é um novo quadro que surgiu para aumentar o apanhado da quantidade massiva de música que escutamos durante a semana. Cheguei a conclusão que só os Reviews por aqui não eram o suficiente e por isso criamos esse novo formato para, de forma breve, aumentar o nosso acervo musical e, claro, aumentar o número de dicas de música boa dentro do Metal e do Rock.

Além dos Reviews e Listas que saem diariamente, junto da ‘Banda Da Semana’, o ‘Rapidinhas The Rock Life’ vai cobrir outros lançamentos da semana* com informações reduzidas das bandas e álbuns. 

Todos os álbuns lançados em 11/06/2021


Brother Against Brother – Brother Against Brother

Gravadora: Frontiers
Gênero: Metal Melódico
País: Brasil

Brother Against Brother é mais um incrível projeto da Frontiers. Dessa vez a gravadora juntou as forças de Nando Fernandes, vocalista da banda de metal Sinistra, e Renan Zonta, vocalisa da banda de Hard Rock Electric Mob. Juntos, eles nos deleitam com este magnífico álbum de metal melódico, escrito para eles pelo onipresente Alessandro Del Vecchio, que também toca teclados, baixo e faz os backing vocals no álbum. Mais um álbum para mostrar que os talentos brasileiros no metal podem bater de frente com qualquer um.


Dobberman – Shaken To The Core

Gravadora: Wild Mondays Music
Gênero: Hard Rock
País: Inglaterra

Shaken To The Core é o terceiro álbum do power trio ingles de nome engraçado Dobberman. Produzido pelo renomado e já citado produtor e multi instrumentista Alessandro Del Vecchio, a banda mistura um rock/blues com hard rock energético e clássico. O álbum não é tão empolgante e criativo quanto os dois primeiros, especialmente o anterior Pure Breed (2017), mas ainda possui faixas interessantes, especialmente na primeira parte.


Lucer – L.A. Collection

Gravadora: Mighty Music
Gênero: Hard Rock
País: Dinamarca

L.A Collection é o terceiro álbum de estúdio da banda dinamarquesa Lucer. 40 minutos de um Hard Rock energético com influências que vão de AC/DC, The Treatment ao rock dos anos 70. Mesmo com algumas faixas genéricas, músicas como Roll The Dice e Dead Man’s Talk valem a pena a audição. Eles devem ser uma banda muito boa de ver ao vivo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: