Lords Of Black

Por Lucas Santos

Bem vindo à mais uma categoria de conteúdo disponibilizado pela The Rock Life pra você, amante da boa música, mais precisamente do rock e metal.

Toda semana iremos indicar bandas, digamos, desconhecidas no grande cenário e pouco mencionadas nacionalmente. A ideia é apenas espalhar o som de bandas diferentes, “novas” e que não tiveram espaço aqui. Tentaremos focar naquelas que tiveram álbuns que não foram resenhados ainda. Do rock clássico ao metal extremo, aqui vale de tudo. Traremos uma breve explicação da banda e álbuns essenciais da discografia, sem muita aprofundação, o conceito do “Banda da Semana” é apenas disponibilizar novos nomes a vocês. Aproveitem.

QUEM SÃO?

Eu sei que o que você menos precisa nesse momento é uma banda de Power Metal da Espanha. Mas calma, eu não recomendaria se não os achassem bons. Lords of Black é uma banda espanhola de Power Metal formada em Madrid em 2014 pelo guitarrista Tony Hernando e o cantor Ronnie Romero. Completam a formação do quarteto o baterista Jo Nunez e o baixista Daniel Criado.

Depois do lançamento do álbum debut homônimo em 2014, a banda recebeu atenção da Frontiers Records depois que Ritchie Blackmore anunciou que Romero estaria liderando os vocais na volta do Rainbow, apenas. A banda assinou com a gravadora e lançou dois álbuns de estúdio; II (2016) e Icons Of The New Days (2018).

POR QUE VOCÊ DEVE ESCUTAR?

Além de ter a incrível voz de Romero, Lords Of Chaos pode ser considerada uma banda de Power Metal, mas eles não seguem o estilo a risca. Existem fortes influências do Hard Rock, que podem ser bem captadas em outro projeto que Romero faz parte, Vandenberg. Além disso, a parte intrumental usa diversas técnicas e feelings diferentes para não deixar que aquela sensação de repetição aconteça. É claro que o grosso musical da banda é o Power Metal raiz, ao estilo Helloween, mas existem, sim, outros sabores na mistura.

QUAL ÁLBUM VOCÊ DEVE ESCUTAR?

Lords of Black tem uma discografia muito sólida. Apesar da produção ser melhor nos últimos dois trabalhos, os álbuns são muito parecidos nesse termo técnico. II (2016) é o álbum mais completo da banda. O quarteto ousou mais no último disco Icons Of The New Days, porém algumas lacunas não foram preenchidas corretamente e o álbum ficou um pouco confuso. II se destaca por ser um trabalho de mais de uma hora, mas que não soa tão maçante. Grande canções como Everything You’re Not, New World’s Comin‘ e a grandiosa Merciless mostram que Lords Of Black é uma banda com muito potencial e pode ser muito mais do que “apenas” uma banda de Power Metal.

Recentemente, eles lançaram um novo single chamado Dying To Live Again, bem galgado no “Powerzão” mais tradicional, para divulgar o novo álbum Alchemy of Souls, que será lançado ainda este ano. Certamente vai ter resenha por aqui. Por enquanto, se você é fã de um Power/Hard Metal, Lords Of Black é a banda pra você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: