Especial Copa do Mundo2022: Um artista/banda de rock para cada país do grupo B para você conhecer

Pensando em uma forma de colocar o nosso The Rock Life em clima de copa, encontramos desse modo unir o futebol com a música para o momento de maior expressão do gênero esportivo. Já que a abertura e primeira partida foram feitas neste último dia 20/11, trazemos aqui uma banda /artista de cada país que faz parte do grupo B que contempla as seleções da Inglaterra, Irã, Estados Unidos e Gales.

Tendo em conta que são 32 seleções do mundo inteiro reunidas no Catar e que já existe uma publicação semelhante no Tenho Mais Discos Que Amigos!, vamos trazer artistas unicamente de rock e metal, indo em uma direção diferente e buscando trazer artistas não colocados por eles, mas com a mesma proposta de divulgar novos sons para vocês adicionarem em suas playlists.


Inglaterra: The Holloways

The Holloways é uma banda inglesa de indie rock de seis peças do norte de Londres vinda de um lugar chamado Holloway Road. David Jackson e Bryn Fowler estabeleceram o início da banda, encontrando Rob Skipper no local de música ao vivo Nambucca em Holloway Road no norte de Londres. Após tocarem juntos na sala do futuro baterista Dave Danger (situada acima do clube) fecharam o time. Após uma hora de jam, Jackson e Skipper tinham seis canções com partes de guitarra e violino e vocais fantásticos prontos, o suficiente para idealizarem o processo para o que veio a se tornar o álbum lançado em 2006 chamado ‘ Is this Great Britain ‘. O resultado foi tão proveitoso que em 2009 lançaram mais um álbum chamado ‘ No Smoke, No Mirrors ‘. Seu single “Generator” alcançou o número 14 no UK Singles Chart em 11 de junho de 2007 e conseguiram emplacar mais 5 nos charts britânicos. Os considero uma banda muito competente, que se destaca por fazer vocais harmonizados em músicas alegres e festeiras. Infelizmente se separaram em 2011, mas fica a dica de seus álbuns e singles como o Two Left Feet.


Irã: ATRIA

Lembrando que só nos anos 90 após o presidente Mohammed Khatami defender um ambiente mais amplo em termos culturais que o rock, o metal e todos seus subgêneros passaram a poder serem tocados pelos jovens, ver o ATRIA surgir no meio dessa cena pequena, mas hoje em dia com seus alicerces definidos, é especial. Eles são um dos grupos mais brutais da atualidade que existe. Tocando o que se denominou technical/melodic death metal, a banda surgiu em 2007, mas só vieram a lançar o primeiro álbum, chamado “Sound Of Atria“, no dia 16 de agosto de 2010. A banda conseguiu fazer alguns shows em pequenos salões durante o tempo devido ao banimento geral de sua música no Irã e parou de se apresentar de 2014 a 2016. Atria decidiu fazer uma grande mudança no gênero e começou a escrever o segundo álbum em 2016 e terminou em 2017 e finalmente lançado pela gravadora Metaleast em 2020 com a formação mais recente (Amirshahab Khorrami/Guitarras, Salman Kerdar/vocal, Shirin Vaezi/Bateria, Amir Homayoun Dasti/Baixo, Aria Mirshekari/Teclas, Back vocals ). “Omnium Gatherum”, “Phidion” e “Wolfheart” em 2019 em Dubai. Atria é conhecida por ser a primeira e única banda de metal com uma baterista mulher no Irã e fez muitos shows oficiais em diferentes music halls.


Estados Unidos: Lukas Nelson And Promise Of The Real

Para contemplar os EUA não vejo melhor forma do que trazer um som enraizado no country. Para isso, nada melhor do que trazer a banda do filho do Willie Nelson, a lenda rebelde viva da country music. Lukas Nelson mostra desde 2010 que passou de pai pra filho o talento e pré-disposição pra música. Com a Promise Of The Real, às vezes referido como POTR, Lukas conseguiu o feito de ter sua banda fazendo o apoio para Neil Young em três álbuns e se tornaram apoio para o próprio Willie Nelson, também em muitas turnês. O grupo conta com Lukas nos vocais principais e guitarra, Anthony LoGerfo (bateria, percussão), Corey McCormick (baixo, vocal), Logan Metz (teclados, lap steel, guitarra, gaita, vocal) e Tato Melgar (percussão), e já lançaram ao menos sete discos, tendo sido o último A Few Star Apart de 2021. Lukas ainda por cima fez parte do time de compositores das músicas do filme vencedor de Oscar A Star Is Born do diretor e ator Bradley Cooper.


País de Gales: The Loves

Os Galeses tem um som muito maneiro e focado nas ondas inglesas e americanas, em sua maior parte com os estilos predominantes das décadas de 60/70. O The Loves foi uma dessas bandas pop com esse viéis fortemente influenciada pelos anos 1960. Formada em 2000 em Cardiff, País de Gales, seu álbum de estreia, Love , foi lançado pela Track and Field Records em 2004, mas atraiu uma cobertura geralmente hostil por parte da imprensa, e não teve sucesso comercial. Gravado principalmente por Simon Love sozinho, seu segundo álbum Technicolor foi lançado em 2007 pela Fortuna Pop. A banda gravou quatro sessões de Peel entre 2001 e 2002: três em Maida Vale e uma em Peel Acres (no Dia dos Namorados de 2002). Foram no total cinco álbuns e esse resgate retrôs nos anos 2000’s conquista fácil.

Obs: Vou produzir uma matéria depois trazendo mais bandas desse país. Wait For IT…!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s