Muito Além de Måneskin: 8 Bandas Incríveis do Rock Italiano Que Você Tem Que Conhecer

A edição do Rock In Rio de 2022 trouxe a luz muitos questionamentos sobre o local do rock na indústria atual em termos de popularidade e atreves de uma banda italiana foi comprovado que o efeito cataclísmico e de impacto do rock ainda é possível de ser reproduzido, sem a necessidade de uma inovação, uma banda reproduzir os clichês ainda funciona e temos que levar em consideração que o Måneskin pode trazer um olhar pra outra parte das terras europeias fora do eixo do reino unido.

Pensando nisso, busquei na memória bandas italianas e apenas as provindas do prog setentista vieram. Mediante a esse pouco repertório, pesquisamos e chegamos a conclusão que não é só de Måneskin que vive o rock italiano e que costurando as diferentes décadas, encontramos bandas que tornam tudo bem plural, contemplando diversos dos subgêneros existentes, dando o vocabulário italiano as melodias.

Siga a playlist:


PREMIATA FORNERIA MARCONI

Para abrir os trabalhos, trazemos aquela que foi a primeira banda de rock italiana a fazer sucesso fora do país. Tendo como base de seu som o rock progressivo, o PFM fez muito sucesso nos anos 70 colecionando fãs e gerando reconhecimento ao longo dos anos, lançando trabalhos estupendos até os dias de hoje, se destacando pelo seus primeiros álbuns Storia di un minuto (1972), Per Un Amico (1972) e Photos of Ghosts (1973), tendo como principais hits Celebration, É Festa, il banchetto e a maravilhosa balada Impressioni Di Settembre.


ARTICOLO 31

Esse duo de hip-hop usa uma banda de rock para despejar todas as suas rimas e brincadeiras até no free style. O Articolo 31 tirou seu nome do projeto baseado na “Seção 31” do Broadcasting Authority Act, uma lei promulgada pelo Parlamento irlandês em 1976 após os distúrbios na Irlanda do Norte, que representavam uma grave ameaça à liberdade de expressão naquele país.

No caso do duo formado por J-Ax (nome artístico de Alessandro Aleotti) e DJ Jad (nome artístico de Vito Luca Perrini) nos anos de 1990, o nome serve para servir como base de seu posicionamento político e cultural, tendo como base o país onde residem. Letras ácidas e por muitas vezes divertidas compõem o repertório do grupo que parece a mistura certeira do Smash Mouth com a forma de se vestir do Limp Bizkit. São ao menos 9 discos lançados em duas décadas de banda com aqueles pertencentes aos anos 2000 flertando mais com o rock. Infelizmente o grupo se separou.


LACUNA COIL

Agora um potente representante do metal italiano. O som deles vagueia pelo imaginário gótico, e seus membros são conhecidos musicalmente por compor canções que consistem em linhas de guitarra entrelaçadas com o teclado, contrastando com vocal feminino e o gutural masculino, tornando o som bastante melódico. Formada desde 1994 o grupo conta desde a origem com a vocalista Andrea Ferro e Marco Coti Zelati no baixo, acompanhados hoje em dia por Cristina Scabbia no segundo vocal, o guitarrista Diego Cavallotti, Ryan Blake Folden em uma batera e o mais recente membro, Richard Meiz, fazendo uma segunda batera.

São nove discos no total, tendo o álbum Karmacode seus principais hits e o cover sensacional para Enjoy The Silence do Depeche Mode. Shallow Life de 2010 foi produzido por Don Gilmore (o mesmo de vários álbuns do Linkin Park) trazendo como principais destaques as faixas Spellbound, Unchained e I Won’t Tell You. E Black Anima de 2019, o último deles, tendo bastante influência de bandas como Korn e Type O Negative.


VANILLA SKY

Vanilla Sky se destaca por ser uma banda de pop punk que consegue lançar bons covers de músicas pops nesse molde de subgênero do rock. Até ao presente momento lançaram três álbuns e tocam regularmente em turnês na Europa continental. Uma prova da qualidade da banda composta atualmente por Brian (vocais e guitarra), Vinx(vocais e guitarra) e Jacopo (bateria e e backing vocals) é que em 2007 conquistaram um estouro na mídia com sua versão da canção Umbrella, de Rihanna, que foi lançada junto a um vídeo musical satírico. Outra que representa um cover bem legal é o da faixa Just Dance da Lady Gaga.

O álbum de maior impacto da discografia é Fragile de 2010 que tem uma versão tanto em inglês quanto em italiano. O Vanilla Sky é uma das bandas mais importantes do Romans Do It Better Project (também conhecido como Rome from Home Project), um projeto que tem como objetivo a união dos membros das principais bandas da cena alternativa de Roma em eventos de caridade, o protagonismo para tal vem por conta do sucesso de Umbrella mas também por conta de Brian e demais membros terem essa postura de preocupação social.


VERDENA

Essa banda de rock alternativo é casca grossa. Verdena é originária de Albino , Bergamo e traz em seu som uma distorção pouco vista frente aos demais conterrâneos. O grupo se formou em 1995 com os dois irmãos Alberto (guitarrista) e Luca Ferrari (baterista). Em 1996, após várias idas e vindas de baixistas, conheceu Roberta Sammarelli (baixista) e assim o power trio segue até os dias de hoje. Lançaram seu primeiro disco autointitulado em 1990 alcançando a marca de 40 mil cópias vendidas. Eles chegaram a lançar seis álbuns completos sob a distribuição da Universal Music Group mas seguem lançando eps até hoje.

Eles apostaram bastante no início em covers como o Reverberation do 13th Floor Elevators, Search & Destroy do Metallica , TV Eye dos Stooges e Across the Universe dos Beatles. Mas o que eles tem de mais legal você encontra nas faixas autorais. Phantastica, Luna, Logorrea (esperti all’Opera), Muori Delay, Spaceman e o hit mor, Valvonauta são um verdadeiro deleite pra quem curte músicas que flertam com a música pesada e ao mesmo tempo com o pop, acredito que eles se enquadrem na sonoridade genuína do Smashing Pumpkins que é conhecida pelo subgênero Dream Pop.


PUNKREAS

PUNKREAS é o dedo na ferida. A banda punk mais famosa da Itália é brutal, em mais de vinte anos de atividade o eles tiveram apenas uma mudança de formação enquanto religiosamente gravavam um álbum a cada dois anos. Os membros atuais da banda são Cippa ( voz ), Flaco (guitarra), Paletta (baixo), Noyse (guitarra), que substituiu Claudio desde a fita demo Isterico, e Gagno (bateria), que substituiu Mastino desde o disco Falso – um dos melhores da discografia .

Eles são mais um grupo que começou em 1990. Mas foi com o álbum Paranoia e Potere de 1995 que o PUNKREAS conheceu a fama, colocando-os entre as mais conhecidas bandas punk italianas. A gravação analógica tornou sua música mais agressiva e homogênea; canções reconhecidas até hoje, como Acà Toro, La Canzone del Bosco e Tutti in Pista fazem parte deste disco. Mas como dito anteriormente, há outro material de destaque. Em 2002, a formação sofreu algumas mudanças e Gagno assumiu o papel de Mastino. Esse foi o ano de Falso, um álbum com maiores influências de ska , reggae e rock . Este álbum recebeu certa resistência daqueles que temiam que a distribuição por uma grande gravadora pudesse esfriar os tons da banda. O vídeo Canapa foi filmado para esta publicação. No vídeo, os membros do grupo são mostrados semeando uma planta de maconha e fazendo-a crescer. Este disco inclui também as canções Falsa Toda la noche .


LE MAN AVEC LES LUNETTES

Confesso que é muito difícil achar informações sobre essa banda e eles são simplesmente maravilhosos. Criadores de um pop persuasivo e melancólico com ondas psicodélicas influenciado por bandas como Belle & Sebastien, Grizzly Bear e Teenage Funclub, Le Man Avec Les Lunettes é uma banda que nasceu na província de Brescia no inverno de 2004, colecionando até hoje dois álbuns (? e Make It Happen) e vários ep. Muito ativos ao vivo, eles ostentam mais de duzentos concertos na Itália e na Europa, durante os quais dividiram o palco com nomes como St Vincent, Jason Lytle, My Brightest Diamond e Those Dancing Days.

O álbum do cachorro ou simplesmente o disco denominado com o nome da banda e um ponto de interrogação traz músicas com muitos vocais cheios de efeitos, com teclados/sintetizadores e belíssimos arranjos de guitarras, com bases tocadas bem normais pelo baixo e pouca percussão. Destaque para Aging Again, For a Lover, Venice. Em Make It Happen a banda está mais enxuta e conseguiu trazer um trabalho mais consistente com destaque para a estimulante faixa Former Leader, a deliciosa Cookie e Dancing All The Night que tem um belo arranjo de cordas, são a melhor sequência de sons em um tracklist possível.


SUBSONICA

Com mais de vinte anos de estrada, o grupo de Turin já lançou mais de 8 álbuns e é a banda presente na lista que melhor flertou com a música eletrônica. O conjunto foi fundado na metade dos anos 1990, mas fez uma pausa entre 2014 e 2018, quando lançou um novo álbum, 8. Uma das características das músicas do quinteto são as entradas instrumentais e um pouco teatrais, seguidas pelo som animado, como nas canções Tutti i miei sbagli e Incantevole.

O álbum de maior impacto da discografia é o ótimo Microchip Emozionale de 2000 que é detentor dos hits falados anteriormente. Em 2011 lançaram o fantástico Eden que é bem mais pesado e caótico. Em 2020 lançaram o terrível Mentale Strumentale que é basicamente instrumental com alguns cantos em efeito robótico.

3 comentários sobre “Muito Além de Måneskin: 8 Bandas Incríveis do Rock Italiano Que Você Tem Que Conhecer

  1. Uzeda,banda da Sicília, na Itália. Tem vários álbuns produzidos pelo Steve Albini e chegou a ter um lançamento de gravações ao vivo pelas cultuadas Peel Sessions do famoso radialista, jornalista e DJ inglês John Peel.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s