11 Bandas que Lideram o Renascimento do Rock Clássico

Por Lucas Santos – Matéria original Loudwire

Nostalgia com toques de modernidade.

*Coloquei uma playlist no final pra quem quiser seguir e facilitar a audição.

GRETA VAN FLEET

Talvez o grupo mais polarizador desta lista, o Greta Van Fleet entrou em alta em 2017 com seu single Highway Tune, que tinha um som que lembrava o rock de guitarra dos anos 1970. Composto por três irmãos – Josh, Jake e Sam Kiszka – e amigo de longa data Danny Wagner, o grupo tem uma química unida e uma presença emocionante no palco.


DIRTY HONEY

O Dirty Honey fez história no outono americano de 2019, quando se tornou a primeira banda independente a ter um single em primeiro lugar na parada de rock. Dois anos depois, eles abriram para o Guns N’ Roses, The Black Crowes e mais, esgotaram shows em suas próprias turnês – e ainda sim não assinaram com uma gravadora. Eles adotaram a abordagem DIY desde o primeiro dia e não estão dispostos a se contentar até saberem que terão o máximo controle possível sobre sua carreira.


RIVAL SONS

Rival Sons carrega a tocha do rock ‘n’ roll desde sua formação em Long Beach, Califórnia, em 2009. Duas das coisas mais importantes a serem destacadas sobre sua reputação é que eles foram a única banda de abertura da turnê de despedida do Black Sabbath, e Jimmy Page, do Led Zeppelin, tem sido um grande apoiador deles desde 2012. Além disso, eles são comumente citados como uma banda para quem deseja algo um pouco mais nostálgico, especialmente por notáveis ​​entusiastas do rock clássico, como Eddie Tronco. Para simplificar, o Rival Sons tem a atitude e a estética de uma banda de rock ‘n’ roll vintage dos anos 1970, ao lado do imenso talento.


DOROTHY

Dorothy at The Fonda

Dorothy é como uma combinação de traços de algumas de nossas mulheres favoritas no rock ‘n’ roll – a atitude durão de Joan Jett, o mistério de Stevie Nicks e a pura força vocal de Grace Slick. Se ela está lamentando por causa de guitarras distorcidas, cantando sobre a beleza das montanhas e praias da Costa Oeste ou se abrindo sobre suas batalhas contra o alcoolismo e o vício, a Dorothy vai roubar seu coração e não vai se desculpar por isso.


TYLER BRYANT AND THE SHAKEDOWN

Tyler Bryant and the Shakedown fizeram turnê com alguns dos maiores legados do rock ‘n’ roll, do AC/DC ao Guns N’ Roses ao Lynyrd Skynyrd e muito mais. Além de sua lista de turnês, eles têm outra conexão com o rock clássico – o guitarrista Graham Whitford é filho de Brad Whitford, do Aerosmith. Mas essa relação é independente da paixão absoluta que a banda tem pelo blues rock.


CROWN LANDS

Crown Lands tem uma história bastante singular, pois seu nome por si presta homenagem às terras roubadas em seu país natal, o Canadá. Embora não seja o único assunto sobre o qual a dupla escreve músicas, eles são muito apaixonados por aumentar a conscientização sobre as lutas que os indígenas canadenses enfrentaram ao longo da história e continuam a enfrentar hoje. A sua música, fortemente influenciada pelo blues e rock progressivo, tem uma natureza espiritual, e esse aspecto combinado com a instrumentação grandiosa torna uma experiência de audição verdadeiramente cativante.


GOODBYE JUNE

Como vários outros nesta lista, o Goodbye June é uma banda de Nashville com seu estilo enraizado no blues, mas suas influências realmente vão do gospel e do country ao grunge. Eles têm um som corajoso e energético, mas uma coisa que mais se destaca neles são os vocais de Landon Milbourn. Como Axl Rose, ele é quase capaz de manipular seu estilo vocal para se adequar ao clima da música, criando uma experiência de audição diferente a cada faixa.


WHITE REAPER

O White Reaper tem aquele som de guitarra rock difuso que você está procurando, mas com um sabor de punk adicionado. A banda se orgulha de ter mudado bastante seu som ao longo de seus álbuns, mas o estilo geral permaneceu o mesmo. Depois de ouvir algumas de suas músicas, você pode dizer que eles não estão tentando imitar ninguém, mas de alguma forma soam como se fossem da década de 1980 sendo bem refrescante ao mesmo tempo.


LARKIN POE

O Larkin Poe é composto por duas irmãs nascidas na Geórgia que se mudaram para Nashville para alavancar sua carreira. Curiosamente, elas fizeram turnês não apenas com artistas do rock, mas também com artistas country, como Keith Urban e Kelsea Ballerini. Isso porque, apesar de suas raízes de rock blues, eles têm um sotaque sulista definido em sua música também, como slide guitar e lap steel podem ser ouvidos em grande parte de seu trabalho.


JOYOUS WOLF

O Joyous Wolf é uma das bandas de rock mais empolgantes e promissoras, e não apenas por causa de seu som, mas também por sua presença de palco. Cada membro evidentemente leva seu instrumento muito a sério e exala paixão, mas que também está cheio de energia explosiva. Se você é cético em relação à nossa descrição, vale muito a pena conferir algumas apresentações ao vivo no Youtube. O vocalista Nick Reese vai cativar seus tímpanos a seus olhos com seus vocais fortes e coreografia de palco acrobática.


GLOVE

Uma coisa que realmente diferencia o Glove do resto dos grupos nesta lista é o som deles. Enquanto o resto deles tem um som “clássico“, o Glove não é tão facilmente descritível porque não tem a guitarra dominante. Eles são uma banda moderna de new wave que tem um toque de punk rock, misturado com elementos eletrônicos e de sintetizadores pop. Pense em Talking Heads, Flock of Seagulls e Depeche Mode, mas existentes hoje em dia. Definitivamente não é um estilo comum, mas funciona como um revival.

57 comentários

      1. Ótima lista, algumas já conheço e outras não! Posso acrescentar as excelentes bandas Wolfmother, Horizonte e Spider. Abraços!

        Curtir

    1. Ótima lista, vou ouvir todas elas das citadas Dirty Honey é minha favorita e Joyous Wolf confesso que não gostei. Outras que tem essa vibe rock n roll que eu gosto são:
      – The Dust Coda
      – Scarlet Rebels
      – The Treatment
      – Junkyard Drive
      – The Answer

      “Rock N Roll ain’t no pollution. Rock N Roll will never die” – AC/DC

      Curtido por 1 pessoa

      1. Faltou a brasileira Far From Alaska. Apesar das modernidades a voz da cantora me lembra Janis Joplin.

        Curtir

    1. Até que enfim alguém lembrou de Tyler Bryant and the Shakedown. A banda é excelente e não tem nem muitos seguidores no Instagram. Ainda não dispararam como disparou Greta Van Fleet

      Curtir

  1. Não conheço nenhuma dessas e a que poderia conhecer não me chamou a atenção que foi a Greta. Mas banda com os pés nos anos setenta mesmo são os Suecos da Night.

    Curtir

    1. Está falando do Night Flight Orchestra? Se for… Mano, que banda sensacional!! Sou fã demais. Já era fã do Bjorn pelo Soilwork, depois dessa banda, o cara virou um Deus pra mim. Kkkkkk

      Curtir

  2. Muito interessante o artigo, o Rock sempre se renova, a diferença está nos espaços concedidos na mídia! Vou conferir as dicas! Sugestão: façam artigo semelhante com bandas nacionais que rolam nas webs! Tem excelentes músicos nacionais, ofuscados pelo sertanejo predominante na mídia.

    Curtir

    1. Mas o rock nunca teve muito espaço na mídia, a diferença maior está é no público, que antes era mais preocupado em curtir e hoje em reclamar.

      Curtir

  3. A polarização em torno do Greta Van Fleet é uma amostra do quão mimizento se tornou o roqueiro moderno. A maioria sequer para pra ouvir e ver se é bom ou não, o importante é rotular e criticar. E, o que é mais louco, vivemos pra ver um tempo em que parecer Led Zeppelin é defeito…
    Ótima lista. Rival Sons foi pra mim parte essencial da década passada, junto com os veteranos Slash feat. MKC. Até pouco tempo o Alabama Shakes poderia estar incluído aí, mas infelizmente a banda separou. Era uma delícia de blues-rock.

    Curtir

  4. Em todas as listas,sempre faltam várias, de acordo com o gosto de cada. Mas gostaria de destacar que faltou a Banda MUDDY BROTHERS , banda brasileira (Capixaba), que manda um som autêntico e espetacular!
    Vale à pena conferir.

    Curtir

  5. Gostei da lista, bandas relativamente novas com esse som nostálgico me agrada bastante, ouço muito rock anos 70 e isso não me impede de curtir sons dessas bandas novas, Rival Sons foi quem me chamou mais atenção!!

    Curtir

  6. O rock não morreu, mas vai se tornar uma música de “nicho” como o jazz e o blues…. meio cult, muito mais venerado do que escutado…. é uma pena…

    Curtido por 1 pessoa

  7. É interessante ver que ainda tem bandas que vão meio que na contramão dessa mídia que aí está. É compreensível que o rock raiz já fez história, mas tbm é compreensível que tem uma galera nova querendo mostrar um pouco disso nos seus sons e temos que aplaudir, afinal de contas vivemos no passado o verdadeiro rock.

    Curtir

  8. Valeu pela lista e descrição das bandas! Eu só conheço e gosto muito do Greta e do Rival Sons.. acho que já ouvi Dorothy, não tenho certeza. De qualquer forma, vou ouvir todas as indicações.

    A propósito, será que o The Struts não caberia nessa lista? Banda boa demais também!

    Curtir

Deixe uma resposta para Lucas Santos Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: