Rapidinhas 6/5/2022: Halestorm, Stand Atlantic, Silverstein e Terror

‘Rapidinhas The Rock Life’ é o quadro que surgiu para aumentar o apanhado da quantidade massiva de música que escutamos durante a semana. Cheguei a conclusão que só os Reviews por aqui não eram o suficiente e por isso criamos esse novo formato para, de forma breve, aumentar o nosso acervo musical e, claro, aumentar o número de dicas de música boa dentro do Metal e do Rock.

Além dos Reviews e Listas que saem diariamente, junto da ‘Banda Da Semana’, o ‘Rapidinhas The Rock Life’ vai cobrir outros lançamentos da semana* com informações reduzidas das bandas e álbuns. 

Todos os álbuns lançados em 6/05/2022


Halestorm – Back From The Dead

Gravadora: Atlantic Recording Corporation
Gênero: Hard Rock
País: Estados Unidos

O quinto álbum de estúdio do Halestorm me decepcionou um pouco. Talvez a longa espera, muito em função dos 5 anos que os separam do último trabalho Vicious (2018) – um disco que teve um impacto muito positivo em mim – me deixou esperançoso por algo tão grandioso quanto. A realidade é que Back From The Dead é um bom álbum, mas não causou tanto alvoroço em mim. Escutei algumas vezes e tive a sensação de que nenhuma música me prendeu o suficiente para tornar a experiência mais memorável do que desejava. Tive que ouvir Into The Wild Life (2015) imediatamente após rs.


Stand Atlantic – f.e.a.r

Gravadora: Hopeless Records
Gênero: Pop Punk
País: Austrália

f.e.a.r é o terceiro álbum da estúdio da sensação do Pop Punk moderno Stand Atlantic. Explorando e elevando o estilo, o trabalho é variado; há batidas de trap e sintetizadores por toda parte, mas, ao mesmo tempo, as músicas soam mais pesadas do que nunca. Há presença forte das guitarras e refrões cativantes e participações especiais como nothing,nowhere., my literal mum e Tom The Mail Man. Com f.e.a.r, parece que a banda encontrou uma fórmula matadora e capaz de levá-los à qualquer lugar na cena.


Silverstein – Misery Made Me

Gravadora: UNFD
Gênero: Post-Hardcore/Screamo
País: Canadá

É louco pensar que Misery Made Me já é o décimo álbum de estúdio de uma das bandas modernas mais importantes do Canadá. Eu raramente fico desapontado com um lançamento do Silverstein desde que comecei a ouvi-los, e Misery Made Me é um exemplo de por que Silverstein tem sido uma luz tão brilhante na cena nos últimos 22 anos. Brilhante? Não. Satisfatório e muito divertido? Sim! É tudo o que eu queria ouvir quando soube que o álbum seria lançado e eles continuam fazendo com maestria.


Terror – Pain Into Power

Gravadora: Pure Noise Records
Gênero: Hardcore
País: Estados Unidos

Bem… se você gosta de hardcore punk o nome Terror deve ser familiar pra você. O fato de Pain Into Power soar tão ferroz, poderoso e agressivo como os clássicos que a banda lançou no começo dos anos 2000 já diz muito sobre eles. 10 faixas em um pouco mais de 18 minutos e tudo que você espera de um ótimo álbum do estilo e também tudo que você pode esperar de uma banda tão importante pro hardcore moderno.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: