Rapidinhas 22/4/2022: Extinction In Progress, Kirk Hammett e Northlane

‘Rapidinhas The Rock Life’ é o quadro que surgiu para aumentar o apanhado da quantidade massiva de música que escutamos durante a semana. Cheguei a conclusão que só os Reviews por aqui não eram o suficiente e por isso criamos esse novo formato para, de forma breve, aumentar o nosso acervo musical e, claro, aumentar o número de dicas de música boa dentro do Metal e do Rock.

Além dos Reviews e Listas que saem diariamente, junto da ‘Banda Da Semana’, o ‘Rapidinhas The Rock Life’ vai cobrir outros lançamentos da semana* com informações reduzidas das bandas e álbuns. 

Todos os álbuns lançados em 22/04/2022


Extinction In Progress – Shades Of Pale

Gravadora: Independente
Gênero: Death Metal
País: Finlândia

Novidade no estilo não é exatamente a palavra certa para definir a estreia da obscura banda de death metal finlandesa Extinction In Progress, mas Shades Of Pale surpreende positivamente por cativar demais em uma mistura que vai do extremo ao melódico, com uma excelente produção e músicas muito bem construídas. Vale a dica de um álbum que provavelmente você não vai ouvir falar em nenhum outro lugar.


Kirk Hammett – Portals (EP)

Gravadora: Blackened Records
Gênero: Instrumental
País: Estados Unidos

Parece louco, mas Portals é somente o primeiro trabalho solo do lendário guitarrista do Metallica, Kirk Hammett. Produzidas pelo próprio Kirk, as faixas sintetizam suas maiores influências: metal, filmes de terror, música clássica e as obras do compositor Ennio Morricone. O resultado são quatro faixas apresentadas de maneiras distintas e que conseguem captar um pouco dos interesses musicais do guitarristas ao longo de sua carreira. Fui surpreendido positivamente.


Northlane – Obsidian

Gravadora: Believe
Gênero: Metalcore
País: Austrália

O sexto álbum de estúdio dos gigantes do metalcore australiano Northlane é o mais experimental de toda a breve carreira da banda. A falta de músicas mais palatáveis ou memoráveis podem fazer uma grande diferença entre gostar ou não desse álbum, mas a direção que o Obsidian caminha é com mais sons inexplorados e expansões sonoras modernas que se fundem na base de metalcore já consagrada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: