12 Novas Bandas de Hardcore Para Conferir em 2021 (Antes Que o Ano Acabe!!)

Por Lucas Santos – Matéria Original Noecho.net

Rapidinho, sem mais delongas, tão aí 12 bandas novas de hardcore que você deve da uma conferida antes que 2021 acabe. Vai na fé.


DRY SOCKET

Pelas palavras da própria vocalista da banda Danielle Allen: “Começamos com a ideia de que queríamos misturar Tear it Up, Kill Your Idols e Paint it Black“, na época em que eles lançaram seu esmagador EP Shiver em 2020. Aperta o play aí!

EXCIDE

Combinando a pulsação rítmica de Quicksand com o lado mais estranho e dissonante do Snapcase, o Excide soa como 1996 da melhor maneira possível. O grupo é baseado nos lados norte e sul das Carolinas, e os vários singles que eles lançaram em 2020 os põe facilmente nessa lista.

GONE WRONG

A banda de hardcore/skate punk de Vermont Gone Wrong cita influências como Chain of Strength, Infest e Conflict, um gosto musical impecável. A demo All Your Rage da banda é uma experiência de audição emocionante que também consegue ser cativante ao mesmo tempo. Jovem banda com muito potencial pela frente.

LAST GASP

Last Gasp traz à mente o hardcore acelerado de Right Brigade e Carry On, e o estilo vocal arrogante do vocalista Ryan Hardwick é a combinação perfeita para a velocidade de condução da música. Desde o lançamento de sua demo de estreia no início de 2020, a banda de Cleveland manteve novo material fluindo ao longo do ano, incluindo um cover de A Single Second da AFI no último Halloween.

ONE STEP CLOSER

O One Step Closer lançou sua demo em 2017 e apesar de não serem tão novos assim, as notícias recentes de que o quinteto da Pensilvânia lançará seu álbum de estreia, This Place You Know, no fim de setembro são bem excitantes. Quando se trata do lado melódico e melancólico do espectro do hardcore, o One Step Closer está no topo.

PLANET ON A CHAIN

Composto por músicos que já tocaram em bandas como Look Back and Laugh, Tear it Up e Mutilated Tongue, o Planet on a Chain oferece o tipo de hardcore prático que é sempre bem-vindo. Straight Edge Hardcore com paixão e amor.

PUNITIVE DAMAGE

O Punitive Damage parecia estar se preparando para estourar pouco antes do COVID-19 colocar uma parada abrupta nos planos de shows ao vivo da banda. O EP 2020 We Don’t Forget do grupo baseado no Noroeste do Pacífico caminha na linha entre a velocidade e o ritmo de uma maneira bonita. É empolgante pensar no que Punitive Damage apresentará a seguir.

SPEEDWAY

O Speedway é sueco e contém membros da Existence, Blood Sermon e Lifeblind dentro de suas fileiras. O EP auto-intitulado da banda do ano passado fez com que eles fossem escolhidos pela gravadora de hardcore Triple B Records, garantindo-lhes a atenção que merecem nos Estados Unidos. Olhos atentos no Speedway.

SPY

O Spy habita um território semelhante ao de Warthog, Protocol, Blazing Eye, Cadaver Dog e qualquer número de atos de hardcore straight edge. Simplesmente, o Spy faz música que não perde tempo brincando, como prova essa performance ao vivo que os garotos da Bay Area gravaram para o Cvlt Nation.

SUNAMI

Processed with VSCO with c9 preset

Aparecendo pela primeira vez no Bandcamp alguns anos atrás, os membros do Sunami também cumpriram tocaram no Hands of God, Drain e Gulch, entre outras bandas. A banda deve ter estudado o manual Ignorant Hardcore Riffs porque seu auto-intitulado 2020 EP está cheio deles.

WORLD OF PLEASURE

“Eu não queria suavizar a raiva que sinto das pessoas que pagam para matar animais para seu próprio ganho“, disse a cantora Jess do World of Pleasure em uma entrevista. Para combinar com essa raiva, a vocalista (também do Mortality Rate) e seu parceiro musical, Colter (também do Serration), disparam uma tempestade desagradável de hardcore que é implacável em todos os níveis imagináveis.

ZULU

Liderado pelo talentoso músico Anaiah Lei (DARE, FireBurn, The Bots), o Zulu é um grupo de power violence de Los Angeles que chamou a atenção com seu EP My People … Hold On 2020. Nenhum outro álbum que saiu da cena hardcore na memória recente resumiu o que as minorias têm se sentido melhor nos Estados Unidos do que as letras de Anaiah em canções como Do Tha Right Thing (And Stop Frontin ‘):

“I see you watching
They beat me down
You turn around and
You keep walking
‘Thank God it’s you not me'”

Do Tha Right Thing (And Stop Frontin ‘)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: