Rapidinhas: Dare, KK’s Priest, Lorde e Oceanhoarse

Por Lucas Santos

‘Rapidinhas The Rock Life’ é um novo quadro que surgiu para aumentar o apanhado da quantidade massiva de música que escutamos durante a semana. Cheguei a conclusão que só os Reviews por aqui não eram o suficiente e por isso criamos esse novo formato para, de forma breve, aumentar o nosso acervo musical e, claro, aumentar o número de dicas de música boa dentro do Metal e do Rock.

Além dos Reviews e Listas que saem diariamente, junto da ‘Banda Da Semana’, o ‘Rapidinhas The Rock Life’ vai cobrir outros lançamentos da semana* com informações reduzidas das bandas e álbuns. 

Todos os álbuns lançados em 20/08/2021


Dare – Against All Odds

Gravadora: Revelation Records
Gênero: Hardcore
País: Estados Unidos

Uma das combinações que eu mais gosto atualmente é a mistura de straight-edge old school hardcore de Los Angeles com riffs de surf-punk sem muita enrolação. Against All Odds, álbum de estreia do Dare é exatamente isso. 11 faixas em 20 minutos que são rápidas, pesadas, diretas e com o melhor que o hardcore moderno tem a oferecer. Grata surpresa. Um daqueles álbuns que ficou no repeat o fim de semana todo.


KK’s Priest – Sermons Of The Sinner (Single)

Gravadora: EX1 Records
Gênero: Heavy Metal
País: Inglaterra

O terceiro single disponibilizado pela nova banda de KK Downing, que tem o mesmo nome do seu álbum de estreia, não difere muito do som que o consagrou no Judas Priest. Downing reuniu o ex-vocalista do Priest Tim “Ripper” Owens, o guitarrista do Hostile, A.J. Mills, o baixista do Voodoo Six, Tony Newton, e o baterista do DeathRiders/Cage, Sean Elg, para criar o Sermons Of The Sinner. O álbum sai dia 1 de Outubro e pode ser uma excelente forma do guitarrista celebrar todos os seus serviços prestados ao Heavy Metal.


Lorde – Solar Power

Gravadora: Universal Music
Gênero: Indie Pop
País: Nova Zelândia

O terceiro álbum do fenômeno indie neozelandês Lorde, de apenas 24 anos, merece muito mais que apenas uma breve citação e comentário. Solar Power é o primeiro disco da cantora depois de 4 anos “ausente”. Carregado de temas pessoais em suas letras, que tratam de seus anos reclusos depois do lançamento de seu segundo álbum Melodrama (2017) e a fama que obteve ainda muito jovem, o álbum também tem uma abordagem sonora mais minimalista e acústica, uma vibe mais “praia” e músicas relaxantes e bem gostosinhas de se ouvir. Um álbum perfeito para o fim do verão no hemisfério norte.


Oceanhoarse – Dead Reckoning

Gravadora: Noble Demon
Gênero: Groove Metal/Progressivo
País: Finlândia

Os finlandeses do Oceanhoarse tem um som difícil de se definir. Ao mesmo tempo que posso definir o seu som mais voltando ao groove metal do Lamb Of God há também uma complexidade maior e floreios instrumentais que lembram o Protest The Hero. De qualquer forma, a estreia da banda, Dead Reckoning, é um dos álbuns mais interessantes do estilo lançados esse ano. Tive a oportunidade de ouvir apenas duas vezes mas me impressionei por uma banda “menor” disponibilizar um trabalho incrível que bate de frente com os gigantes do estilo, logo na estreia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: