REview: Fiddlehead – Between The Richness

Por Cleo Mendes

Lírico e temáticamente, Springtime and Blind é um soco no estômago. Um álbum que seguiu o vocalista Pat Flynn enfrentando o falecimento de seu pai. Agora, Between the Richness continua explorando a presença constante da dor, mas com Flynn escrevendo de um lugar drasticamente diferente.

Cleo Mendes

Confira mais Rock em 2021:
Royal Blood – Typhoons
Teenage Fanclub – Endless Arcade
Dirty Honey – Dirty Honey
Greta Van Fleet – The Battle At Gardens Gate
Cheap Trick – In Another World
Foo Fighters – Medicine At Midnight

Gravadora: Run For Cover Records
Data de lançamento: 21/05/2021

Gênero: Post-Hardcore/Emo
País: Estados Unidos


Fiddlehead é uma espécie de supegrupo, formado em Boston por ex membros de bandas já conhecidas da cena punk; Have Heart, Basement e outros. Between the Richness é o segundo trabalho da banda, que começou de forma despretenciosa e com poucas inteções de “manter” uma carreira mais sólida. Pegando um pouco das referências usadas em seu primeiro álbum, Springtime and Blind (2018), o álbum encontra a banda expandindo sua mistura dinâmica de energia hardcore e melodia inegável, elaborando seu conjunto de músicas mais diretas até agora.

Lírico e temáticamente, Springtime and Blind é um soco no estômago. Um álbum que seguiu o vocalista Pat Flynn enfrentando o falecimento de seu pai. Agora, Between the Richness continua explorando a presença constante da dor, mas com Flynn escrevendo de um lugar drasticamente diferente.

Essas coisas massivas aconteceram na minha vida entre o primeiro álbum e este. Acontece que acabei me casando, tive um filho e foi por volta do aniversário de 10 anos da morte do meu pai. O nome do álbum se chama Between the Richness porque é importante para mim explorar a estranha sensação de felicidade e tristeza, porque é exatamente onde estou agora. O nome do meu filho é Richard e o nome do meu pai é Richard, então é literalmente entre os dois – é a riqueza da vida e a riqueza da morte.

Pat Flynn

Uma inspiração maravilhosa e sincera para a música. Ler essas palavras é ouvir o Fiddlehead tocando a alma antes mesmo de tocar uma nota sequer no álbum. Quando o fazem, isso só se aprofunda à medida que o grupo traz profundidade e emoção ao seu som Punk. A poderosa introdução Grief Motif combina perfeitamente com os anos seguintes. Before Million Times traz cativação e Eternal You traz um som Punk Rock pesado e frenético com um outro de palavra falada elegante.

Loverman te relaxa um pouco, mas com a mesma paixão e cativação deliciosa e vibrante . O som pensativo da guitarra é equilibrado por um refrão maciço e linhas vocais entoadas por cânticos inteligentes. Considerando que Get My Mind Right é apenas Punk para colocar um sorriso no rosto, ela é outra exibição profundamente apaixonada da banda.

O Fiddlehead pode muito bem ter lançado seu maior trabalho até agora com este álbum. Ele voa e é agradável do começo ao fim. Conforme as últimas faixas chegam, ainda é tão cativante quanto era no começo. Life Notice e Joyboy, o primeiro ritmo de guitarra e bateria do primeiro sendo dominado por um elogio falado antes de Fiddlehead explodir em uma explosão intensa de ruído. As qualidades melodiosas da última é algo para refletir. Heart to Heart é o que fecha o álbum… e que fim incrível. Tudo de melhor do Fiddlehead reunido em um. Energético, cativante, sincero e instigante, além de ser inegavelmente divertido de ouvir.

Between the Richness é emotivo e carregado de reflexões. Ao mesmo tempo que consegue ter características do Punk explícitas, que cativam, fazendo com que o assunto abordado e tema “principal” do álbum seja entregue de uma forma mais leve e dinâmica. Uma bela mistura do Emo, Hardcore e Punk.

Nota final: 8/10

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: