Grant Lee Buffalo

por Roani Rock

Bem vindo à mais uma categoria de conteúdo disponibilizado pela The Rock Life pra você, amante da boa música, mais precisamente do rock e metal.

Toda semana iremos indicar bandas, digamos, desconhecidas no grande cenário e pouco mencionadas nacionalmente. A ideia é apenas espalhar o som de bandas diferentes, “novas” e que não tiveram espaço aqui. Tentaremos focar naquelas que tiveram álbuns que não foram resenhados ainda. Do rock clássico ao metal extremo, aqui vale de tudo. Traremos uma breve explicação da banda e álbuns essenciais da discografia, sem muita aprofundação, o conceito do “Banda da Semana” é apenas disponibilizar novos nomes a vocês. Aproveitem.

QUEM SÃO?

Grant Lee Buffalo é uma daquelas bandas dos anos 90 esquecidas no tempo, mas que foi feitora de grandes álbuns, entretanto mais lembrada pelo seu maior sucesso, quase uma banda One Hit Wonder. Eles são da califórnia e tiveram em sua composição Grant-Lee Phillips (vocal e guitarra), Paul Kimble ( baixo ) e Joey Peters ( bateria ). Uma curiosidade interessante é que todos os três eram membros de outra boa banda de Los Angeles, a Shiva Burlesque.

POR QUE VOCÊ DEVE ESCUTAR?

O som dos caras é refinado e diferente de muita coisa que tinha na época, parecia uma mistura do Tears For Fears com a The Band. Eles tinham em sua marca registrada baladas acústicas com fortes refrões que pareciam mais mantras. INXS seria uma boa referência para o que eles faziam, ao meu ver eram mais criativos e anti-pop, eles não faziam nenhum esforço para serem populares. O maior sucesso deles é o mega hit Mockinbirds que trazia vocais agudos nos refrão, outra característica melódica dos caras.

QUAL ÁLBUM VOCÊ DEVE ESCUTAR?

O Grand Lee Buffalo possui quatro álbuns de estúdio: Fuzzy (1993), Mighty Joe Moon (1994), Copperopolis (1996) e Jubilee (1998). Eles nunca conseguiram um top 10, o que facilita a interpretação de que eram anti-pop. Não que seja intencional, mas o som que faziam não conversavam com nenhuma das tendências, o máximo foi ter sido banda de abertura para o R.E.M e se tornado uma banda cult.

O disco mais interessante dos caras, o que tem mais músicas melodicamente fortes e entorpecentes é o primeirão Fuzzy, cujo a faixa título foi o grande hit. A primeira parte do disco é sem sombra de dúvidas interessante e te faz ouvir o disco repetidas vezes. The Shining Hour, Jupiter And Teardrop, a já citada Fuzzy, Wish You Well e The Hook ditam as regras. Mas em sequência vem músicas de teor mais pesado para que venha as divertidas Dixie Drug Store, o hino America Snoring e Grace.

Mas a grande masterpiece dos californianos é sem dúvida o segundo álbum, o Might Joe Moon de 1994. Não só por ter Mockinbirds e happines, mas também, pela qualidade do álbum, músicas com melhor mixagem e ser um trabalho mais sólido do que o do primeiro disco, que pra qualquer banda, representa o cartão de visitas. Seja através da poderosa abertura Lone Star Song, a bem Dylanesca Sing Along, as pops Drag, Mighty Joe Moon, Lady Godiva and Me e Honey don’t think, as sofridas Demon called Deception, Side by side e o grand finale Rock of Ages, a experiência da audição de cada canção tem um denominador comum, as palavras magnífica e reflexão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: