Review: Last Conscious – Psychological Torture

Por Lucas Santos

O som do Psychological Torture consegue ser bem variado dentro da esfera mais brutal, passa por uma mescla de riffs de thrash metal muito criativos e bem elaborados por Fabiano e Jefferson, e voz gutural e pesada de Gustavo.

Lucas Santos

Confira mais metal em 2020:
Body Count – Carnivore
Solitary Sabred – By Fire & Brimstone
Seven Spires – Emerald Seas
Sepultura – Quadra
Code Orange – Underneath
Lady Beast – The Vulture’s Amulet

Gravadora: Eternal Hatred Records
Data de lançamento: 3/04/2020

Gênero: Death/Thrash Metal
País: Brasil

Só quem passa horas vasculhando os mais profundos buracos da internet – as vezes de uma loja de discos – sabe o quão gratificante é achar algo inesperado, aquela banda que prega a atenção e acaba se tornando quase que uma xodó. Em outros termos; essa banda é sua – eu que descobri, esse som me pertence. – Quando esse som vem de uma indicação de alguem que tem uma certa noção dos seus gostos musicais – aqui vai minha menção ao nosso colaborador Roani Rock – fica mais fácil ainda de tornar as sensações mais pessoais.

A indicação da Last Conscious, banda brasileira de Death/Thrash formada em Minas Gerais, Santa Luzia, me pegou de surpresa. O som pesado já seria evidente pela capa, mas o que acabei escutando foi algo muito mais brutal e feroz. A formação atual conta com Gustavo Timóteo (Vocal), Jefferson Soares (Guitarra), Aed Vieira (baixo), Fabiano Borges (Guitarra), Lu Borges (Bateria). Com formação em meados de 2015 e com um EP gravado, Damn Thoughts (2017), eles trabalham desde 2018 para o lançamento do seu debut, Psychological Torture, gravado e produzido por Manfredo Savassi e lançado pela Eternal Hatred Records.

O som do Psychological Torture consegue ser bem variado dentro da esfera mais brutal, passa por uma mescla de riffs de thrash metal muito criativos e bem elaborados por Fabiano e Jefferson, e voz gutural e pesada de Gustavo. Mesmo em momentos mais diretos de death metal, como na dobradinha de entrada Inner Honor, que tem participação do Jusmar Galvão (Morbid Prophecy) + Vicious Circle, que tem um riff de entrada estilo Five Finger Death Punch, e que se transforma em puro death logo em seguida, e tem uma quebrada responsável por ótimas conversas das guitarras de forma mais melódica com a bateria insana de Lu Borges, que aliás quebra tudo no álbum inteiro, conseguimos captar melodias mais harmoniozas e passagens pausadas que trazem um respiro e transições interessantes ao conjunto de faixas.

Drowning Words chama a atenção pela primeira vez a potência dos timbres de guitarra e do som limpo e pulsante do baixo de Aed. Esse ritmo incial é o que comanda os 37 minutos, insanos, bem trabalhados e que, mesmo com algumas repetições nas construções, ainda possui momentos memoráveis

Surpresas também acontecem, Unconscious começa com uma marcha com um ritmo de guitarras bem ao estilo doom metal, a ótima faixa Prisão Existencial é a única cantada em português e funciona muito bem, e a longa faixa de encerramento Cemetery Dreams é uma das melhores composições que ouvi no ano.

Em tempos em que o nosso psicológico vem sendo torturado pela recentes notícias de pandemia mundial, o Last Conscious aparece como um sopro de esperança para o metal nacional. Um ano que só está em abril, mas os metaleiros de minas podem se orgulhar de terem botado, junto de HellgardeN e Vulcano, três dos melhores materiais até agora no metal, tudo em terreno brasileiro.

Nota final: 7,5/10

um comentário

  1. Agrademos muito a resenha feita e pelo espaço aberto para mostrar nosso material para o mundo!!!
    Parabéns pelo ótimo trabalho.
    \,,/ \,,/

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: