Review: Buffalo Summer – Desolation Blue

Por Roani Rock

Se você tinha dúvidas se o País de Gales tinha boas bandas, descubra o hard pop do Buffalo Summer. Em seu álbum Desolation Blue mostram que é difícil não ter como gostar.

Roani Rock

Confira mais Rock em 2020:
Sky Valley Mistress- Faithless Ritual
Lucifer – Lucifer III
Besides – Bystanders
The Night Flight Orchestra – Aeromantic
Brkn Love – Brkn Love
Confess – Burn ‘Em AllDirty Shirley – Dirty Shirley

Gravadora: Silver Lining Music
Lançamento: 27/03/2020

País: País de Gales
Gênero: Hard/Blues Rock

Andrew Hunt (vocal), Jonny Williams (guitarra), Darren King (baixo) e Gareth Hunt (bateria) ditam as frequências sonoras, refrões cantáveis, as distorções e boas melodias totalmente musicais do álbum Desolation Blue, o segundo dessa trupe.

Mais uma banda de hard/blues na praça com um pézinho no southern rock. Basta ouvir o single Everybody’s Out For Number One. Este foi gravado nos estúdios Rockfield e Monnow Valley, ambos no País de Gales e teve a produção assinada novamente por Barrett Martin (Screaming Trees).

A primeira impressão que se tem é que o som dos caras é genérico de bandas como Stone Temple Pilots, Alice In Chains ou Velvet Revolver, bem provavelmente pelos vocais graves de Andrew e os backing vocals bem trabalhados. Mas eles tem sua marca ali, eles não estão copiando ninguém e sim desenvolvendo um som próprio, ainda fresco e sem tanta pressão e um tanto pop para esse segundo disco.

O set do disco é bem montado, muitas das canções até conversam entre si, mas parece uma coletânea. A música The Mirror parece ter sido importada dos anos 80, algo do Rainbow talvez. Mas antes dela vem If Walls Could Speak, provavelmente a melhor do disco, que se assemelha ao hard potente do Guns N’ Roses com um riff marcante, ou seja, dois extremos dentro do hard.

O álbum também não é do tipo que faz uma crescente, após as cinco primeiras faixas vem a balada Last To Know que se assemelha a algo do rock alternativo atual ou aquelas baladas de música eletrônica, isso até entrar a guitarra e assim parecer mais um pouco cobm o STP. O blues Dark Valentine é a canção mais diferente e mostra a versatilidade dos músicos, lembrando um pouco o Black Star Riders.

Deep Water é outra música com potencial enorme, bem pesada e suja. Só a presença dela já faz valer o disco. Untochebale, The Bitter End e Pilot Light são aquelas faixas pop meio Placebo, meio Extreme e Creed, que fazem o álbum decair um pouco frente a pressão das outras canções. Eles parecem estar ainda procurando uma identidade sonora, por enquanto são um mix de influências.

Desolation Blue é um material mais bem elaborado que o debut Second Sun e mostra o porque o Buffalo Summer é uma banda em acensão e mais um ótimo nome do hard rock britânico com aquela pitada essencial blueseira.

Nota Final: 7,5/10

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: