Albuns do Mês – Novembro

Por Lucas Santos

O mês de Novembro não foi tão recheado de novidades como vinham sendo os meses anteriores porém ainda fomos capazes de pincelar ótimas novidades que surgiram durante todo o décimo primeiro mês do ano. O hard rock predominou mas temos nomes estreiantes do metalcore australiano na lista também.

Arrasta pra baixo e confira o que de melhor rolou em Novembro.

Confira outros meses:
Julho
Junho
Maio
Abril

RAISED FIST – ANTHEMS

O que nossa análise disse: Anthems é definitivamente um avanço de onde o Raised Fist esteve antes, mas também é uma tentativa de algo diferente que vale a pena, e o fato de que eles são capazes de manter isso durante o decorrer de um álbum inteiro é uma prova de como ótimo que eles estão fazendo isso. Talvez seja um pouco tarde para jogar com esse público mais amplo que esse tipo de coisa sugere o objetivo final, mas coloque-os na turnê certa e esse é o tipo de punk pesado, mas extremamente acessível que voará sem questionamentos, e é algo que essa banda merece mais do que qualquer coisa. Eles já existem há muito tempo, sem realmente atingir esse nível mais alto de sucesso, e o fato de que a fome de alcançar isso ainda está aqui até agora merece ser reconhecida e apreciada.

Confira a resenha completa aqui.

PRETTY MAIDS – UNDRESS YOUR MADNESS

O que nossa análise disse: Para os fãs da banda e para os amantes do hard rock melódico, ainda que não apresente grandes surpresas ou inovações em comparação aos últimos álbuns, é um trabalho imprensidível, audição obrigatória. Com pensamentos positivos para a rápida recuperação de Atkins, tomara que tenhamos um 2020 bem ativo para a banda. O Pretty Maids tem muita, muita lenha para queimar. Vida longa!

Confira nossa análise completa aqui.

WORK OF ART – EXHIBITS

O que nossa análise disse: O triunfo do trabalho é a bela mescla das teclas com os instrumentos tradicionais, tudo é bem balanceado e dinâmico, sem exageros, que suavemente emocionam e transmitem situações de singalong. Não é inovador, mas consegue tomar uma face mais pessoal em relação aos atos variados dentro desse gênero em ebulição. Exhibits é sim uma obra de arte que deve ser ouvido com alegria pelos fãs de hard rock melódico.

Confira nossa análise completa aqui.

OCEAN SLEEPER – DON’T LEAVE ME THIS WAY

O que nossa análise disse: Minha expectativas para Don’t Leave Me This Way eram mínimas. Claro que tive algumas boas supresas este ano com bandas estreiantes de metalcore principalmente os europeus do Tripsitter e do This Is Not Utopia porém Ocean Sleeper entregou o álbum mais maduro e consistente de todos esses iniciantes. Eles não parecem ter apenas 3 anos de vida e mostram o porque do sucesso repentino em um gênero que volto a dizer é tão saturado hoje em dia. A Oceania bateu os europeus por agora e o quarteto de Victória tem um forte e especial futuro em suas mãos.

Confira nossa análise completa aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: