The Rock List – 20 Capas de Discos que Foram Banidas ou Censuradas

Por Lucas Santos – Matéria original Kerrang!

O rock sempre provocou controvérsias. As capas de álbuns podem não ter o impacto tão relevante nessa era de streaming e playlists, mas ainda desempenham um papel importante na estética de qualquer banda, e às vezes isso envolve imagens de sexo, nudez, violência, horror, material protegido por direitos autorais e outros conteúdos que algumas pessoas acham censurável.

Muitas capas de álbuns se mostraram controversas, mas nem todas invocaram a ira dos censores. Esta, porém, é uma coleção de capas de álbuns e capas que em algum momento foram banidas, alteradas, encobertas, removidas da venda ou censuradas. Tirem as crianças da sala.

GUNS N’ ROSES – APPETITE FOR DESTRUCTION

A estréia do Guns N ‘Roses contou inicialmente com um robô estuprando sua vítima e com um monstro de metal voador. As imagens vieram de uma pintura do aclamado artista psicodélico Robert Williams, mas foram substituídas pelo icônico design da cruz celta da banda quando as lojas se recusaram a estocá-la. A capa original foi inclusa dentro do LP.

SLAYER – CHRIST ILLUSION

As imagens gráficas com Cristo mutilado cercado por cabeças decepadas levaram alguns varejistas a se recusarem a estocar o álbum, e na Índia não foi nem distribuido. Uma capa alternativa com o logotipo do Slayer e a remoção da maior parte dos detalhes foi publicada posteriormente.

CANNIBAL CORPSE – BUTCHERED AT BIRTH

Cannibal Corpse, por onde começar? Todos os seus álbuns foram banidos na Alemanha até meados dos anos 90 devido a ilustrações e conteúdo gráfico, e alguns foram banidos ou restritos em outros territórios, incluindo Rússia e Canadá, em momentos distintos. Escolhemos Butchered At Birth devido ao truque sorrateiro de distribuir as primeiras impressões cobertas no papel de açougueiro estampado com o logotipo e o título em tinta vermelha. Tem como ser mais metal que isso?

JANE’S ADDICTION – NOTHING’S SHOCKING

Esse também foi coberto em papel – desta vez marrom – quando a maioria das redes de lojas de discos dos EUA discordou do título e se recusou a estocá-lo. Perry Farrell disse que a imagem de gêmeas nuas juntas em uma cadeira de balanço com a cabeça pegando fogo veio em um sonho.

BRUJERIA – MATANDO GUEROS

O supergrupo mascarado de death metal teve seu álbum de estréia banido de vários lugares devido ao seu conteúdo violento e à capa – que mostrava uma foto de uma cabeça decepada de verdade tirada de um jornal mexicano. Sem se deixar abater, a banda adotou a cabeça como mascote, dando o nome de Coco Loco.

ALICE COOPER – LOVE IT TO DEATH

Alice Cooper ainda estava se estabelecendo como o rei do shock rock, mas o terceiro álbum de sua banda sofreu com censura antes mesmo das execuções e músicas que abordavam, entre outros assuntos, necrofilia. O motivo era bem mais discreto: na capa original, Alice enfiou um dedo na capa para fazer parecer que a pênis dele estivesse pra fora.

TAD – 8-WAY SANTA

O segundo álbum da banda grunge era originalmente uma foto de um casal que foi encontrada em um brechó, com um cara sem camisa segurando o seio da sua parceira. O casal processou a banda, levando a banda a trocar de capa.

NIRVANA – IN UTERO

O manequim na frente e a colagem cheia de fetos nas costas não eram o problema, o Walmart teve um problema com o título da faixa Rape Me e foi posteriormente alterado para ‘Waif Me‘ para as principais redes de varejo. Além disso, a gravadora DGC queria que o pênis do bebê na capa do álbum Nevermind fosse coberto. Eles cederam quando Kurt insistiu em fazê-lo apenas com um adesivo com os dizeres: “Se você se ofende com isso, deve ser um pedófilo no armário“.

PANTERA – FAR BEYOND DRIVEN

Uma broca grossa penetrando um crânio distorcido não é brutal o suficiente para você? O arte original apresentava a broca entrando no ãnus. A gravadora do Pantera disse que não, o que deve ter sido uma chatice, embora as reedições posteriores apresentassem a arte rejeitada.

DEAD KENNEDYS – FRANKENCHRIST

Não foi inicialmente a capa que causou problemas a banda punk de São Francisco, mas o pôster distribuído na manga, que mostrava a pintura de Penis Landscape, do criador de Alien, H.R. Giger. O vocalista Jello Biafra foi ao tribunal por distribuir material nocivo a menores de idade e, embora não tenha sido condenado, sua distribuido Artenative Tentacles foi levada à falência. Os quatro Shriners retratados na capa também abriram um processo contra a banda.

RED HOT CHILI PEPPERS –MOTHER’S MILK

Mother’s Milk apresenta pequenas fotos dos membros da banda posicionados na frente de uma mulher nua muito maior proporcionalmente. Anthony Kiedis está na frente de um seio e uma rosa cobre o outro, mas algumas redes se recusaram a estocar o álbum porque ainda havia muita nudez exibida. Sugiu uma versão renovada com versões maiores da banda cobrindo mais partes da modelo.

BON JOVI – SLIPPERY WHEN WET

O álbum mais importante do Bon Jovi foi originalmente concebido para apresentar o torso de uma mulher com o nome do álbum em uma camiseta amarela molhada. Aparentemente, isso não era aceitável nos anos 80(!!?), então a gravadora insistiu que a mudassem para uma capa com o título escrito em uma sacola preta molhada.

MINISTRY – DARK SIDE OF THE SPOON

Uma mulher obesa nua, de chapéu de burro, sentada de frente para um quadro-negro no qual estão escritas repetidas linhas da frase ‘eu serei Deus’. Isso provavelmente é o que Al Jourgensen chama de uma quarta-feira tranquila, mas a capa de um dos álbuns mais drásticos do Ministry foi demais para Kmart, que se recusou a estocar Dark Side Of The Spoon.

BLACK LABEL SOCIETY – SONIC BREW

A empresa de whisky Johnny Walker emitiu uma ordem de cessação após o lançamento do álbum de estréia do Black Label Society com a capa baseada no whisky Black Label pertencente a marca. Mais tarde, ele foi relançado com um design com o logotipo do crânio da banda.

DEAD INFECTION – A CHAPTER OF ACCIDENTS

Existem muitas coisas repulsivas no metal extremo underground, mas poucas capas foram tão repulsivas quanto a escolhida pelos poloneses de goregrind, Dead Infection. A foto de uma cabeça inchada e apodrecida foi fortemente censurado no lançamento para mostrar apenas o logotipo e o título da banda. Tente olhar para a capa por mais de cinco segundos e falhe miseravelemente.

TOOL – UNDERTOW

Nesse caso não foi a capa, mas as fotos dentro do conteúdo do disco de um homem magro e nu e mulheres grandes – além de membros da banda com pinos na cabeça – que levaram o álbum a ser retirado de algumas lojas. Eles relutantemente lançaram uma versão alternativa com um código de barras e uma nota manuscrita dizendo que detestavam a censura (com ‘queremos seu dinheiro’ riscado), oferecendo o envio da obra de arte original para quem quisesse de graça.

MARILYN MANSON – HOLY WOOD (IN THE SHADOW OF THE VALLEY OF DEATH)

Manson disse que a obra de arte, caracterizando o cantor como um Cristo crucificado com o maxilar arrancado, foi em parte um golpe satírico de censura, para começar. A ironia já estava pronta, já que grandes redes se recusaram a estocar o álbum, enquanto outros o venderiam apenas em uma capa de papelão.

METALLICA – KILL ’EM ALL

Será que o Metallica teria o mesmo impacto se seu álbum de estréia se chamasse Metal Up Your Ass e apresentasse uma mão empunhando uma espada emergindo de um banheiro? Esse era o plano da banda, mas o título e a capa foram vetados pelo selo – embora ainda existam na forma na demo de 1982.

STEEL PANTHER – BALLS OUT

O álbum ficou ileso, mas os pôsteres de publicidade tiveram que ser removidos no Reino Unido depois que a Advertising Standards Authority (ASA) determinou que a arte de Balls Out era “abertamente sexual”. Ele acrescentou que, dada a veiculação do anúncio em vários locais públicos, era provável que ele causasse ofensa grave e generalizada, e era inadequado para ser visto por crianças.

CKY – VOLUME 1

O álbum de estréia do CKY seria inicialmente chamado Camp Kill Yourself, e a capa apresentava uma pintura representando o infame suicídio público do político norte-americano R. Budd Dwyer. A gravadora considerou isso muito ofensivo, no entanto, e a banda foi forçada a mudar a capa para uma gravação ao vivo do guitarrista Chad Ginsburg.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: