Review: New Years Day – Unbreakable

Comparado ao lançamentos anteriores, é o melhor e mais completo trabalho da banda até então. A audição não chega a ser memorável, mas se destaca por boa produção, boas composições e instrumental interessante.

Lucas Santos

Gravadora: Another Century
Data de Lançamento: 26/04/2019

Belíssima Ashley Costello.

New Years Day nunca me chamou a atenção. Os trabalhos anteriores da banda sempre me soaram muito superficiais. Tentando misturar algo parecido de Evanescence com Halestorm, pegando elementos do metalcore moderno, porém sem uma identidade que me fizesse prestar atenção mais de perto e muitas vezes os deixando de lado.

Com mais de 24 mudanças no lineup, a banda virou quase que uma espécie de projeto solo da vocalista Ashely Costello, único membro que permaneceu desde o começo. Essas constantes mudanças, obviamente atrapalham a estabilidade e prejudica o processo de composição e criação. Isso se mostra prejudicial e se revela no seu quarto álbum de estúdio: Unbreakable.

As 12 faixas do álbum se misturam entre músicas bem genéricas que não chamam a atenção como Come for Me e Skeletons, com músicas mais interesantes, caso de Sorry Not Sorry e My Monsters. Apesar dessa mistura nos proporcionar bons momentos em faixas mais agradáveis e divertidas, no fim, temos uma sensação de repetição, como se nenhuma música tivesse uma característica marcante para se destacar das demais. Isso deixa a experiência menos agradável e mais difícil de digerir. Escutar o álbum pela primeira e segunda vez, não foi problema, mas a partir do momento que comecei pela terceira vez, senti que tudo que estava escutando era a mesma coisa nas útlimas 2 horas.

Comparado ao lançamentos anteriores, é o melhor e mais completo trabalho da banda até então. A audição não chega a ser memorável, mas se destaca por boa produção, boas composições e instrumental interessante.

New Years Day tem tudo para se tornar uma banda mais importante no cenário, mas parece que, para mim, ainda está faltando algo que os alavanque de vez. Com Unbreakable, eles chegaram perto. Seguindo nesse mesmo caminho, acredito que lançamentos futuros possam enfim, bota-los em um patamar mais elevado.

Nota final: 6/10

Confira mais links:

Facebook |Website Deezer 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: