Álbuns Do Mês – Abril

Lucas Santos

O mês de Abril está acabando. Para comemorar um grande mês com diversos lançamentos em vários estilos, fizemos um Top 5 dos melhores álbuns que analisamos ao longo do quarto mês do ano, aqui no site. Se perdeu algum, tá na hora de correr atrás e se preparar para o que Maio tem a nos oferecer. Confira na #TheRockList

Elluveitie – Ategnatos

Nossa análise disse: Em AtegnatosEluveitie continua a mostrar sua marca única de Folk Metal. Atraente, pesada e oscilante. Sua instrumentação é perfeita, sua narrativa lírica é inteligente e poética, e eles continuamente criam canções que são tão sombrias e assombrosas, quanto maravilhosamente belas.

Tripsitter – The Other of Sadness

Nossa análise disse: The Other Side of Sadness é um projeto muito ambicioso. Uma bela estréia da banda austríaca. Não é uma audição fácil. A jornada para o ponto mais profundo da escuridão não vem de primeira, mas, quando te pega, é uma viagem que você realmente vai precisar de um(a) sitter.

Exxocet – Mighty Jungle

Nossa análise disse: Indiscutivelmente eu não sabia o que esperar de Mighty Jungle. A minha surpresa ao apertar o play ainda é incalculável. Certamente que até o presente momento, o quinteto chileno é minha maior supresa do ano de 2019. Uma audição obrigatória para os fãs de Hard Rock. E para aqueles que buscam uma mistura diferente para esse estilo, um prato cheio. Viva Chile!

Silver Bullet – Mooncult

Nossa análise disse: No geral é um excelente álbum de heavy metal, elaborado e com grandes elementos sinfônicos que agradam os fãs e chama a atenção de quem busca um som fresco dentro do estilo. O quarteto da Finlândia fez um excelente trabalho em Mooncult e tomara que continuem a lançar material novo.

Smoulder – Times of Obscene Evil and Wild Daring

Nossa análise disse: Times of Obscene Evil e Wild Daring é uma mistureba de estilos e referências. Dentre as mais perceptíveis estão CandlemassHelloween e Black Sabbath. A banda abraça clássicos e clichês do heavy metal,]que durante as 6 faixas ao longo das 38 minutos nos transportam por um tempo e para um lugar onde guerreiras, força e fantasia predominam. Inegavelmente que o Smoulder sabe fazer bem esse tal de Heavy Metal. Uma estréia impressionante! Congrats Sarah!

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: