Review: 99 Crimes – 99 Crimes

Vocais estridentes de Lidel, ótimos backing vocals, riffs de guitarra simples porém eficazes, refrões pegajosos, bateria pulsante de Chris Jordan, faixas pesadas e melodicas e diversão no melhor estilo rock n’ roll.

Lucas Santos

Data de Lançamento: 05/04/2019

Gravadora: Perris Records

Capa bem subjetiva rs

99 Crimes é um projeto liderado pelo atual guitarrista do Dangerous Toys e ex Dirty Looks, Paul Lidel. Depois de lançar um EP autointitulado de cinco músicas, a banda está de volta com seu álbum de estréia auto-intitulado novamente, confuso né? Eu sei. Ele contém onze faixas, incluindo as cinco presentes no EP.

Devil In Your Dreams é o ponto inicial do álbum e é realmente uma vitrine para o que a banda tem a oferecer. Vocais estridentes de Lidel, ótimos backing vocals, riffs de guitarra simples porém eficazes, refrões pegajosos, bateria pulsante de Chris Jordan, faixas pesadas e melodicas e diversão no melhor estilo rock n’ roll.

Apontar faixas individualmente nesse álbum é uma tarefa difícil. Durante os 45 minutos, o trio segue uma receita de bolo de sucesso com todas as características já citadas acima. Algumas faixas são mais lentas como Avenue e Rumor mas a grande maioria segue no mesmo ritmo, com algumas variações, que são particulares do gênero. Comin’ Down Like Rain é a única que foge um pouco da zona de conforto. Possue um riff mais pesado, algumas quebras de ritmo e uma construção diferente. Paul Lidel é um ótimo vocalista e seu estilo de tocar guitarra, mais simples, totalmente inspirado em Angus Young, agrada.

Durante todo o álbum conseguimos pegar inumeras referências sonoras. Um pouco de Aerosmith ou sons característicos do hair metal. Riffs que lembram os anos 70 e coisas que se ajustam atualmente, lembrando The Treatment e outras bandas recentes.

99 Crimes faz um rock n’ roll muito feijão com arroz. Somado a uma produção muito competente, os elementos do old school de sucesso estão presentes aqui. Não acredito que o objetivo deles é fazer algo diferente. O álbum de estréia da banda é sólido, mas peca por falta de originalidade. Se você é fã do gênero, é uma pedida certa pra curtir um bom som. Fácil de desfrutar, mas sendo um mais do mesmo, naturalmente vai acabar sendo esquecido.

Nota Final: 6/10

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: