Review: Týr – Hel

“… pode ficar tranquilo que ao botar no play, você não irá se decepcionar em nenhum momento. “

Lucas Santos

Gravadora: Metal Blade Records
Data de Lançamento: 08/03/2019

Týr sendo Týr mais uma vez na sua capa

Formada nas Ilhas Faroe, Týr tem um incrível legado de 8 álbuns de estúdio em quase 16 anos. Com um gap de mais de 6 anos entre o seu último lançamento Valkyrja e com os fãs ansiosos por um material novo, a banda lançou dia 8 de março o seu mais novo trabalho Hel. Nesse meio tempo, a banda fez algumas turnês, apoiando por exemplo o Children Of Bodom e o mais importante, dando um tempo da cansativa vida de estrada e um tempo para si mesmos para criarem o que mais importa: música. Ao que parece, esse tempo os fez muito bem.

Hel é um álbum poderoso, com um senso único de classe e sofisticação em suas músicas, não apenas devido a suas peculiaridades nas composições, mas também por sua capacidade de definir o nível mais alto e criar arranjos musicais diversificados e criativos. As 13 faixas, que aliás poderiam ser facilmente 10 (muitas das músicas acabam se perdendo no extenso catálogo) com mais de 70 minutos nos envolvem nas coisas favoritas de Tyr: guerreiros, magos, Valhalla e metal. Como de costume, eles equilibram a linha entre power, metal melódico e death metal, repleto de refrões para cantar elevando os punhos para o céu.

O instrumental traz tudo que uma boa banda de Power Metal precisa: riffs rápidos e solos harmoniosos, baixo pulsante e bateria cheia de bumbo duplo e viradas alucinantes. O vocal de Heri Joensen não é um dos mais impressionantes, mas traz uma sonoridade única para o grupo com ótimas passagens guturais como em Gates of Hel. As faixas Ragnars Kvæði e Álvur Kongur são tem excelentes construções e são cantadas na língua nativa da banda. Temos em Empire of the North e Fire and Flame exemplos nítidos de tudo que esperamos em um álbum do Tyr: Power Metal na sua mais elevada potência.

Aos fãs, Hel é um prato cheio de tudo do mais competente do gênero, não espere nenhuma novidade e nada muito inovador é claro. No entanto, eles aproveitaram o tempo para ampliar ainda mais todos os elementos, criando um excelente cenário musical direto e intuitivo, pode ficar tranquilo que ao botar no play, você não irá se decepcionar em nenhum momento.

Nota final: 7/10


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: